Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
23°
cotação atual R$

Notícias / Mundo-Notícias

CONDENOU MANIFESTAÇÃO

'Decepcionada e desanimada', diz esposa de Trump após invasão ao Capitólio

Melania Trump também se solidarizou com a família dos seis mortos nas manifestações, entre eles dois policiais

segunda-feira, 11/01/2021, 17:00 - Atualizado em 11/01/2021, 17:22 - Autor: Com inforamções de UOL


| Divulgação

Melania Trump, primeira-dama dos Estados Unidos, falou pela primeira vez sobre a invasão ao Capitólio na semana passada por apoiadores do marido, Donald Trump. Ela publicou uma carta no site da Casa Branca e compartilhou na conta oficial do Twitter, condenando o ato violento.

"Estou decepcionada e desanimada com o que aconteceu na semana passada", disse em um trecho da publicação.

Melania está 'contando os minutos' para se divorciar de Trump, dizem ex-assessores

A primeira-dama também se solidarizou com as família das seis pessoas mortas durante o episódio, entre eles dois policias. Ela disse que reza por eles.

Na nota, ela acrescenta que acha “vergonhoso que em torno desses eventos trágicos tenha havido fofoca, ataques pessoais injustificados e falsas acusações enganosas sobre mim”.


Apesar de Melania não especificar quais ataques seriam esses, a CNN noticiou, durante as manifestações, que, enquanto os apoiadores invadiam o Congresso, a primeira-dama supervisionava uma sessão de fotos, apresentando “tapetes e outros itens”.

“Imploro que as pessoas parem com a violência, nunca façam suposições com base na cor da pele de uma pessoa ou usem ideologias políticas diferentes como base para agressão e crueldade. Devemos ouvir uns aos outros, focar no que nos une e nos elevar acima do que nos divide”, diz, na carta.

Ela diz ser “inspirador” as pessoas encontrarem paixão e entusiasmo ao participar de uma eleição, mas que isso não pode se transformar em violência. “Nosso caminho adiante é nos unirmos, encontrar nossos pontos em comum e sermos as pessoas boas e fortes que sei que somos”.

Ela encerra a nota dizendo que teve a “maior honra” de sua vida, ao servir como primeira-dama dos Estados Unidos e que agradece aos norte-americanos pelo apoio ao marido e ela nos últimos quatro anos.

No mesmo dia, Trump também publicou um vídeo condenando a invasão dos apoiadores no Capitólio. Na gravação, ele omite que ele mesmo incitou as manifestações.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS