Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$

Notícias / Mundo-Notícias

VOCÊ ACREDITA?

General de Israel afirma que aliens existem e que trabalham com seres humanos

Segundo o ex-general, tanto Israel quanto os EUA estão em contato com uma “Federação Galáctica” que abrange diversas raças de extraterrestres.

sábado, 09/01/2021, 20:57 - Atualizado em 09/01/2021, 21:40 - Autor: Fonte: Jerusalem Post


Cooperação entre aliens e humanos é retratada em filmes como MIB Homens de Preto.
Cooperação entre aliens e humanos é retratada em filmes como MIB Homens de Preto. | Reprodução

Um general do exército Israelense afirmou, em entrevista ao jornal Jerusalem Post no final do ano passado, que alienígenas existem e que já entraram em contato com a humanidade, inclusive tendo uma base de cooperação entre humanos e extraterrestres em Marte.

A entrevista do general reformado Haim Eshed, que trabalhou boa parte de sua carreira como diretor do programa de segurança espacial de Israel, repercutiu em todo o planeta pelo fato do militar confirmar uma antiga suspeita da humanidade, retratada inclusive em diversos filmes de ficção científica. Segundo Eshed, a existência de aliens ainda não foi confirmada oficialmente ao mundo porque a civilização não está preparada para o contato.

Segundo o ex-general, tanto Israel quanto os EUA estão em contato com uma “Federação Galáctica”, composta por raças que embarcaram em um projeto para “entender a estrutura do Universo”. Ele afirma que há uma base subterrânea em Marte, habitada tanto por alienígenas quanto por representantes dos EUA.

Trump sabe que aliens existem

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, saberia que os aliens existem e estava “prestes a revelar” a informação, mas foi impedido por membros da Federação Galáctica. Eshed afirma que eles acreditam que antes a humanidade precisa “evoluir e alcançar um estágio onde iremos… compreender o que o espaço e as espaçonaves são”.

Quando questionado sobre o motivo de só relevar esta informação agora, Eshed explica ser devido a mudanças no mundo acadêmico, e ao respeito que conquistou nele. “Se eu dissesse isso cinco anos atrás, eu seria internado”, explicou.

“Hoje o discurso já é diferente. Não tenho nada a perder. Recebi meus diplomas e prêmios, e sou respeitado em universidades no exterior, onde a tendência também está mudando”.

Eshed foi diretor do programa de segurança espacial de Israel entre 1981 e 2010, e ao longo de sua carreira recebeu o Prêmio de Segurança de Israel três vezes, duas delas por “inovações tecnológicas” confidenciais. Ele também tem um bacharelado em engenharia eletrônica pela universidade Technion, mestrado em pesquisas de desempenho e doutorado em engenharia aeronáutica.

 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS