Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Notícias / Mundo-Notícias

VÍRUS CHAPARE

"Ainda temos muito a investigar", diz virologista sobre vírus mortal encontrado na Bolívia

Vírus com sintomas similares aos do Ebola não possui tratamento, é transmissível entre humanos e pode deixar comunidade científica em alerta em breve

sexta-feira, 20/11/2020, 21:18 - Atualizado em 20/11/2020, 21:18 - Autor: Com informações de Alessandra Corrêa/BBC NEWS


| Reprodução/Omics

Encontrado na Bolívia no final do ano passado, o vírus Chapare começou a ganhar espaço na mídia recentemente após preocupar cientistas e especialistas da área da saúde, tendo em vista seus sintomas que podem levar à morte, além de ser constatada a transmissível entre humanos.

“É muito provável que a transmissão seja por meio de fluidos corporais, com base nas evidências que temos nesses casos e também em exemplos na literatura médica sobre outros arenavírus”, explicou a virologista Maria Morales-Betoulle em entrevista à BBC News.

O vírus foi encontrado na Bolívia em dezembro de 2019, quando causou três mortes, sendo dois médicos na província de Caranavi, no departamento de La Paz.

LEIA TAMBÉM: Cientistas registram, pela primeira vez, caso de hanseníase em chimpanzés

A confirmação de que houve transmissão de pessoa para pessoa foi apresentada, entretanto, somente na última semana desse mês durante encontro anual da Sociedade Americana de Medicina Tropical e Higiene.

O Chapare faz parte da família dos arenavírus - a mesma de outros vírus que causam diferentes tipos de febre hemorrágica - e costumam ser transmitidos a seres humanos pelo contato direto com roedores infectados (mordidas ou arranhões e pelo contato com a saliva, urina ou fezes desses animais).

“Ainda temos muito a investigar”, avalia Morales-Betoulle que ressalta, assim como outros colegas cientistas, que o pequeno número de casos documentados não são suficiente para compreender o vírus em sua totalidade, como forma de propagação, período de incubação, sintomas e, principalmente, uma cura.

Sobre os sintomas, estes podem ser confundidos com os da dengue, sendo: febre, dor abdominal, vômito, sangramento das gengivas, erupções cutâneas, dor atrás dos olhos, dor muscular e nas juntas, diarreia e irritabilidade.

Sem tratamento, tudo o que resta ao paciente são cuidados para aliviar os efeitos da doença, como fluidos intravenosos e remédio para aliviar a dor.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS