Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$

Notícias / Mundo-Notícias

PERIGO

Peste bubônica mata adolescente e coloca dezenas em quarentena

terça-feira, 14/07/2020, 13:47 - Atualizado em 14/07/2020, 13:51 - Autor: Com informações de Mirror


| Reprodução

Mais de duas dúzias de pessoas estão em quarentena depois que um garoto de 15 anos morreu, no domingo (12), de peste bubônica, provocando temores de um novo surto de peste negra.

O ministério da saúde da Mongólia anunciou a morte do adolescente, alegando que ele ficou doente após comer carne crua de marmota, espécie de roedor, com dois de seus amigos.

Os dois amigos do garoto e outras 15 pessoas foram isoladas e tratadas com antibióticos em hospitais locais, e o toque de recolher foi imposto em seis distritos.

Onze pessoas associadas a um segundo contato também foram forçadas a se isolar, segundo autoridades de saúde.

Veja mais:

"Peste Negra" chega à China e gera alarme em outros países 

Surto de peste negra na Mongólia fecha cidade e provoca mortes


A morte do garoto de 15 anos estava sendo tratada inicialmente como um caso suspeito, mas uma autoridade do Ministério da Saúde disse a repórteres, na terça-feira (14), que os resultados dos testes de laboratório confirmaram que o adolescente foi morto por uma peste bubônica.

O garoto, que morava na província de Govi-Altai, no oeste da Mongólia, ficou com febre alta e morreu depois de comer carne de marmota com seus amigos, três dias antes de sua morte.

A marmota havia sido caçada por um cachorro.

Dorj Narangerel, funcionário do Ministério da Saúde, disse: "O resultado de um teste de reação em cadeia da polimerase (PCR) revelou na noite de segunda-feira (13) que a peste bubônica causou a morte de um garoto de 15 anos".

O adolescente morreu no distrito de Tugrug, no domingo, enquanto estava sendo levado para um hospital.

Seus dois amigos e 15 outras pessoas que tiveram contato com eles foram isolados em uma tentativa de conter a propagação da doença e estão sendo tratados em hospitais locais, disseram as autoridades.

O Ministério da Saúde alertou as pessoas para não comerem carne de marmota, nem caçarem nem tocarem nos animais, que são “esquilos terrestres” relativamente grandes.

Um funcionário disse: "A peste é uma doença de alto risco. Esta doença é mais perigosa que o coronavírus”.

Dois casos na província vizinha de Khovd envolveram dois irmãos, com idades entre 17 e 27 anos. Dezenas de pessoas entraram em quarentena e fazem tratamento com antibióticos.

Semanas atrás, duas pessoas morreram na Mongólia depois de comer carne de marmota crua.

A vizinha Rússia e China foram informadas de que são vulneráveis à propagação da peste bubônica, que já foi a doença mais temida do mundo.

As autoridades chinesas intensificaram as precauções depois que um pastor em Bayannur, na região autônoma da Mongólia Interior, contraiu a doença.

Um alerta de nível três foi acionado pela China, proibindo a caça e o consumo desses animais e de outros que possam transmitir a peste.

O alerta, que também pede ao público que relate casos suspeitos, está em vigor até o final do ano, pelo menos.


Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS