Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$

Notícias / Mundo-Notícias

FATALIDADE

Bebê de 10 meses morre após televisão cair em cima dele 

sexta-feira, 04/10/2019, 16:47 - Atualizado em 04/10/2019, 16:47 - Autor: (Com informações R7)


O menino não resistiu após a tv cair em cima dele.
O menino não resistiu após a tv cair em cima dele. | (Reprodução/Arquivo pessoal)

Um bebê de apenas dez meses de vida não resistiu e morreu após uma televisão ter caído sobre ele. A mãe do pequeno Harley, Natalie Bifulco, desabafou para um canal de notícias sobre a tragédia  para alertar outros pais.

De acordo com o jornal  jornal britânico The Sun a fatalidade aconteceu em em junho de 2012, mas só agora que a mãe da criança se sentiu confortável para falar sobre o caso e hoje Natalie luta para que os pais fiquei mais atentos para os acidentes domésticos que muita das vezes pode ser fatal. 

Em relato emocionado ao jornal, Natalie disse: “Eu estava no meu quarto fazendo as malas para um dia na praia com minha irmã, o Harley estava aprendendo a andar, ele estava na cômoda brincando com algumas roupas da gaveta. A tv ficava em cima dessa cômoda. Eu estava do outro lado do quarto. Ele então se apoiou na cômoda e ela acabou desequilibrando e caiu. Harley ainda gritou: ‘mãe’. E quando me virei a tv estava caindo. Eu corri e gritei, mas o Harley já havia sido atingido e quando eu cheguei. Ele chorou por cinco segundos, olhou para o pai, para mim e então fechou os olhos. Eu entrei em pânico.

Eu corri para o andar de baixo e vi cinco vizinhos que haviam ouvido meus gritos. Um deles era socorrista. Ele pegou o Harley e tentou ressuscitá-lo. Uma ambulância foi chamada e eu fui com ele na ambulância. No caminho eu ouvi um dos médicos dizer: ‘ele está com uma parada cardíaca’. Quando chegamos no hospital eles levaram o Harley para um quarto e tentaram novamente salvá-lo. Após algum tempo, a enfermeira veio e disse que ele havia falecido. Eu fiquei com ele no meu colo por algum tempo. Eu senti como se meu mundo tivesse acabado.

Eu me culpo até hoje pela morte do meu filho, acho que se tivesse sido mais rápida poderia tê-lo salvo. Agora eu tive outro filho e eu sou muito obsessiva com todos os cuidados, deixo todos os móveis fixos e mesmo assim não deixo meu filho chegar perto de uma televisão”.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS