Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Notícias / Marabá

OPERAÇÃO

PRF apreende caminhões que transportavam minério ilegal

Carga está avaliada em R$250 mil e tinha como destino o porto de Barcarena, onde a mercadoria seria exportada.

domingo, 21/03/2021, 17:03 - Atualizado em 21/03/2021, 17:03 - Autor: Alessandra Gonçalves/Sucursal de Marabá


Ação é resultado de uma ação de fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF).
Ação é resultado de uma ação de fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF). | Divulgação/PRF

Cinco caminhões carregados de minério manganês foram apreendidos durante uma ação de fiscalização de agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) neste domingo (21) e duas pessoas foram presas em flagrante.

Os veículos transportavam minérios sem autorização legal e foram encontrados em um posto de combustíveis na rodovia BR-155, às proximidades do KM 6, em Marabá, sudeste paraense. A matéria prima é pertencente à União Federal, constituindo crime contra o patrimônio, na modalidade de usurpação.

“A ação iniciou pela madrugada na BR-230 e logo que a equipe da PRF verificou a movimentação desses caminhões, foi prontamente realizada a abordagem”, explicou o agente da PRF, Jhonathas Herbert.

O minério apreendido, segundo os agentes da PRF, está avaliado em R$ 250 mil. Acredita-se que tais caminhões tinham como destino o porto de Barcarena (PA), onde a mercadoria seria exportada.

Procedimentos

Nas imediações da BR-155, dois motoristas foram presos em flagrante. Três motoristas fugiram e deixaram para trás os caminhões carregados com minério. Os caminhões apreendidos e os presos foram levados para a Delegacia da Polícia Federal.

Os motoristas foram autuados em flagrante pelo crime de usurpação de bens da união previsto no artigo 2º, §1° da lei n° 8176/91, com pena de até cinco anos de detenção, além do artigo 55 da lei de crimes ambientais (lei n° 9.605), com pena de detenção de até um ano.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS