Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Notícias / Marabá

APÓS DENÚNCIA

Acusados de matar policial militar no estado do Maranhão são detidos em Marabá

terça-feira, 01/10/2019, 20:33 - Atualizado em 01/10/2019, 20:33 - Autor: Alessandra Gonçalves/Diário do Pará em Marabá


| Divulgação

Uma dupla acusada de matar um policial militar em Imperatriz (MA) foi localizada na noite desta segunda-feira (30), quando chegavam a Marabá, sudeste paraense, em uma van.

Os policiais militares chegaram aos suspeitos depois de receberem denúncia anônima. A vítima foi identificada como Wanderson Monteiro dos Santos, de 27 anos, executada com um tiro em um dos olhos durante uma tentativa frustrada de assalto.

O delegado Vinícius Cardoso, diretor da 21ª Seccional de Polícia Civil de Marabá, contou que após os militares receberem a denúncia, eles abordaram a van que estavam os suspeitos, às proximidades do Núcleo Morada Nova.

No interior do veículo, os policiais flagraram Emerson Santos de Sousa, o Paeta, de 26 anos, foragido do sistema penal do Maranhão e um adolescente de 17 anos, ambos apontados como sendo os autores do latrocínio que vitimou o policial militar. 

Em poder do adolescente, os militares flagraram uma pistola calibre ponto 40, que foi levada de Wanderson Monteiro, no momento do assalto. Emerson e o adolescente foram levados para a Seccional de Polícia Civil.

Em desfavor de Emerson, co-autor do crime de latrocínio, havia um mandado de prisão pelo crime de roubo praticado anteriormente a morte do policial e foi dado cumprimento a esse mandado. Enquanto que o menor foi apreendido por ato infracional análogo ao porte ilegal de arma de fogo.

“Nós já mantemos interlocuções com o delegado de polícia de Imperatriz, responsável pela investigação da morte do policial militar e ainda hoje encaminhará as ordens de prisão da justiça do estado do Maranhão pelo crime de latrocínio lá cometido”, informou o delegado Vinícius Cardoso.

O CRIME

O policial militar Wanderson Monteiro dos Santos estava trabalhando como segurança em uma loja de celulares, em seu horário de folga, quando a dupla chegou ao local, anunciando o assalto. O militar tentou reagir, quando foi assassinado. O crime ocorreu no último dia 23 de setembro causou uma grande comoção em Imperatriz.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS