Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


29°
R$

Notícias / Marabá

AÇÃO RÁPIDA

'Foi emocionante': bombeiro salva bebê que se afogou em leite materno no Pará

segunda-feira, 29/07/2019, 22:44 - Atualizado em 29/07/2019, 22:47 - Autor: Redação


Ação rápida do cabo dos Bombeiros e do avô da criança garantiu o final feliz dessa história
Ação rápida do cabo dos Bombeiros e do avô da criança garantiu o final feliz dessa história | Divulgação

Uma ação rápida e decisiva do cabo do Corpo de Bombeiros José Carlos Marinho resultou em um final feliz na noite desta segunda-feira (29) para a vida de uma família em Marabá, no sudeste paraense, após uma recém-nascida que se afogou no leite materno da própria mãe. 

O cabo, que estava a postos na unidade no núcleo Cidade Nova, foi surpreendido com a chegada de um casal em um carro. O avô da criança saiu de dentro do veículo, desesperado, carregando no colo a pequena de três dias.

De acordo com o avô, Ana Júlia estava sem respirar há um tempo. Imediatamente, foi iniciada uma massagem para reanimá-la. “Eu nem pensei e comecei a fazer a ‘manobra’, que nesses casos de criança precisa ser feita com todo o cuidado”, disse o cabo Marinho.

Após algumas tentativas e quase desistindo da massagem, a criança começa a dar sinais de vida. “Ela deu um suspiro, começou a chorar e eu soprei as narinas dela para sair o que ainda estivesse por lá. Foi emocionante, até para mim que já tenho 15 anos de experiência. Nunca tinha passado por essa situação”, descreveu.

Cabo Marinho ressalta também o papel importantíssimo do avô da bebê, que foi rápido e essencial para o salvamento. Ele disse que, no momento em que percebeu que sua neta se afogava, saiu na rua e recebeu uma carona até o hospital de uma senhora que passava no momento. "No entanto, ele teve a ideia de trazer logo aqui no Grupamento, que é bem mais perto do que o hospital", enfatizou.

CONDECORADO - O bombeiro já recebeu também a medalha “Antônio Lemos” por salvar duas mulheres que se afogavam no rio Tocantins, em 2014. “Infelizmente, não saiu uma promoção, mas me senti honrado e agora mais ainda por ter salvado essa criança”, disse.

(Com informações de Michel Garcia)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS