Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


25°
R$

Notícias / Gastronomia

Gastronomia

Chef Ângela Sicilia participa nesta quarta-feira do programa "Melhor da Tarde"

quarta-feira, 29/05/2019, 08:34 - Atualizado em 29/05/2019, 08:56 - Autor:


A chef paraense Angela Sícilia participa hoje, a partir das 14h, ao vivo, do programa “Melhor da Tarde”, apresentado por Cátia Fonseca na Band (RBA TV). Na atração Angela vai falar sobre o concurso mundial “Gastronomic made in Italy”, do qual participou e ficou em segundo lugar. “Irei falar do prêmio internacional, da culinária paraense e farei um arroz paraense com camarão e caranguejo”, antecipa.


O concurso foi promovido pelas cidades italianas de Parma, Alba e Fabriano, e estavam aptos a participar apenas chefs de locais que fazem parte da rede Cidades Criativas da Unesco, órgão das Nações Unidas (ONU), no segmento Gastronomia. No Brasil, além de Belém fazem parte da rede Paraty (RJ) e Florianópolis (SC).


Ao todo, 26 chefs participaram da disputa e Angela foi para a última etapa do concurso italiano ao lado do também brasileiro Daniel Paiva, de Florianópolis, e do norte-americano Pieter Sypesteyn, da cidade de San Antonio (Texas). A paraense escolheu a maniçoba para representar a região Norte do Brasil na disputa e aliou isso à culinária italiana com um ravióli de maniçoba.


“Minha receita foi escolhida entre 26 outras receitas de várias cidades do mundo. Pude ir à Itália preparar o ravióli de maniçoba para um jurado técnico e consegui ficar em segundo lugar, um feito inédito para nosso estado”, comemora. O vencedor foi o chef americano, que propôs um prato peixe defumado em muffins de espinafre com ervilhas frescas, peperonata e ervas.



DNA GASTRONÔMICO


Filha de um italiano com uma mineira, Angela Sicilia já nasceu com o DNA da gastronomia no sangue e hoje comanda o restaurante Famiglia Sicilia, em Belém, ao lado do irmão Fábio Sicilia.


“É uma honra poder seguir os mesmos passos deles. Nasci dentro de um restaurante, o que influenciou 100% minha vida. Cheguei a pensar em ser médica, mas a cozinha me abraçou primeiro”, contou ela.


Uma das profissionais paraenses mais respeitadas e reconhecidas em seu segmento, ela recebeu recentemente a premiação de melhor chef na terceira edição do Troféu Estrela Azul, a premiação que marcou mais uma edição do projeto “Passaporte Belém, o melhor da gastronomia”, criado há quatro anos pelo DIÁRIO DO PARÁ para oferecer um guia para divulgar e valorizar a gastronomia local.


“A premiação é muito importante no contexto geral, não só para os chefs, como para os restaurantes. Com isso temos uma grande valorização da nossa gastronomia e uma maior divulgação”, aponta.


Angela se considera exigente e perfeccionista, e não abre mão de produtos de qualidade na sua cozinha. Colecionando prêmios e com a divulgação nacional e internacional de nossa culinária, sonha com o reconhecimento cada vez maior de nossa cultura gastronômica local.


“Meu sonho é ver nossa gastronomia, nossos chefs e nosso estado brilhando mundo afora”, finaliza ela, que tem se dedicado com afinco a isso.


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS