Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$

Notícias / Gastronomia

SAÚDE

Série abordará as dietas em seus mais diferentes aspectos

Composta por cinco fascículos, a série Dr. Responde começará a ser publicada no próximo dia 15 pelo DIÁRIO, com informações dadas por especialistas no assunto

sábado, 10/10/2020, 08:38 - Atualizado em 10/10/2020, 09:06 - Autor: Cintia Magno


| Divulgação

Fundamental não apenas para evitar a má nutrição, a manutenção de uma alimentação saudável ao longo da vida também contribui para prevenir uma série de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT). Não é à toa que a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), agência que atua como escritório regional da Organização Mundial da Saúde (OMS) para as Américas, aponta a alimentação não saudável e a falta de atividade física como os principais riscos globais para a saúde.

Em função da importância do tema no cenário da saúde mundial, a próxima edição da série Dr. Responde abordará os diferentes aspectos relacionados às dietas saudáveis. Realização do DIÁRIO, a série é formada por cinco fascículos encartados gratuitamente no jornal, sendo o primeiro publicado já no próximo dia 15 de outubro. Diretor de redação do DIÁRIO, Clayton Matos destaca que o Dr. Responde já é um projeto consolidado e acompanhado por um público crescente, sobretudo em um momento em que a necessidade de ter acesso à saúde em dia está mais evidente do que nunca.

“Buscamos a todo custo levar ao leitor tudo o que ele precisa saber sobre os temas que são escolhidos em cada edição. Com a colaboração fundamental de especialistas em diversas áreas da medicina e do esporte”, aponta. “Nestes 5 cadernos vamos além de tudo o que já foi dito sobre dietas. Derrubar alguns mitos, apontar o que é saudável na escolha de um cardápio, a importância de práticas de exercícios físicos com a orientação de especialistas em educação física, e muito mais”.

Interferindo em práticas e hábitos que fazem parte do dia a dia de todos, o assunto abordado por esta edição do Dr. Responde nunca se esgota, demandando uma necessidade de atualização constante a partir de fontes confiáveis. Justamente o que o Dr. Responde se propõe a fazer em cada um dos temas abordados.

“A internet está aí com mil fórmulas, mas nem todas são confiáveis. Nosso objetivo é apresentar ao público o que é recomendado sob a ótica da medicina e de quem entende”, reforça Clayton. “O leitor poderá montar seu próprio programa de metas e ao final terá a chance de conferir os progressos. Nosso foco principal é ajudá-lo a ter uma ótima qualidade de vida”.

Com o apoio de uma equipe de saúde multidisciplinar com experiência no tema, a série pretende reforçar a importância da reeducação alimentar e os riscos da adoção das chamadas ‘dietas da moda’. Responsável pela edição do Dr. Responde, o editor do DIÁRIO Luiz Octávio Lucas comenta o que os leitores podem esperar das publicações.

“Uma série de reportagens que busca esclarecer como se deve proceder uma reeducação alimentar de acordo com o objetivo de cada pessoa”, destaca, afirmando que também serão abordadas questões como os problemas que geram o efeito sanfona e, ainda, estimular a adoção de um hábito de vida mais saudável. Luiz aponta que em meio a uma sociedade marcada pelo número representativo de doenças como obesidade e diabetes, o projeto “busca oferecer ao leitor ferramentas para que ele possa ter mais qualidade de vida, já que é cada vez maior a preocupação com isso”.

Cronograma

15/10 – Caderno 1: Abordará explicações sobre os diferentes tipos de dietas e seus objetivos

22/10 – Caderno 2: Apresentará ao leitor os efeitos das dietas no organismo

29/10 – Caderno 3: Alerta sobre o risco de dietas muito restritivas

05/11 – Caderno 4: Considera a relação entre os fatores psicológicos e a alimentação

12/11 – Caderno 5: Quando procurar o nutricionista, o médico nutrólogo ou o endocrinologista?

Planejamento deve fazer parte da rotina alimentar

Quando se tem em mente a busca por mais qualidade de vida através da adoção de bons hábitos alimentares, não se pode perder de vista a necessidade de planejar a alimentação. Não apenas os nutrientes que serão ingeridos, mas também a forma como eles serão apresentados, a frequência, a quantidade e os processos pelos quais aqueles alimentos possam ter passado também precisam ser considerados.

Nutricionista e coordenadora do curso de nutrição da Universidade da Amazônia (Unama), Danielle Carneiro Farias aponta que o planejamento alimentar deve iniciar ainda no momento das compras no mercado. “Todo planejamento alimentar deve iniciar ainda no momento da compra, para que elas possam fazer boas escolhas dentro do que está previsto de orçamento para alimentação”.

Além do planejamento de compras, a professora reforça que, quando se trabalha o conceito de bons hábitos alimentares, outros aspectos são importantes, como a própria organização da alimentação. “A organização da alimentação passa por diversos aspectos como, por exemplo, os horários. É importante que o indivíduo estabeleça horários porque o próprio organismo se acostuma a trabalhar entendendo que, naqueles horários, ele vai ter alimento, energia disponível. É importante, também, pensar na quantidade e na qualidade do que você está colocando no prato. Qualidade é saber como escolher os bons alimentos, já a quantidade é a relação da sua necessidade nutricional ou energética”, explica.

“Além disso tudo, é importante pensar na terceira lei da alimentação, que é a lei da harmonia. Você vai harmonizar o seu prato com nutrientes suficientes e próprios para suprir as suas necessidades”.

ALERTA

Quando se tem esses conceitos em mente, fica fácil compreender por que as ‘dietas da moda’, que prometem resultados rápidos e milagrosos, passam longe de uma alimentação saudável e em prol da qualidade de vida. “Dieta – e hoje se usa muito o termo reeducação alimentar - está muito relacionada à quantidade de energia gasta. É por isso que existem diversos tipos de dieta, tanto para emagrecer, quanto para engordar, para ganho de massa, controle de algumas patologias, etc. A reeducação alimentar vai muito de acordo com o metabolismo, por isso não há a dieta milagrosa que dá certo para todo mundo”.

As explicações do porquê isso ocorre e dos diferentes objetivos que podem levar à adoção de uma dieta específica poderão ser conferidos ao longo dos cinco fascículos que integram a série Dr. Responde – Dietas Saudáveis. A série é uma realização do DIÁRIO, com o patrocínio do Hospital HSM e Imperador – Máquinas e Soluções, com apoio institucional da Pró-Saúde e Oncológica do Brasil.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS