Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$
Elas

Para as futuras mamães: conheça os diferentes tipos de parto

domingo, 02/12/2018, 17:58 - Atualizado em 02/12/2018, 19:40 - Autor:


Muitas mulheres se preparam bastante para a chegada deste momento tão importante da vida: o nascimento dos filhos. E quando algumas mulheres descobrem a gravidez, logo vem a dúvida na cabeça de muitas grávidas: qual o melhor tipo de parto?


Hoje existe dois tipos de parto: o parto cirúrgico (a cesárea/cesariana) e o parto vaginal (ou natural).


Os partos vaginais podem ser diferenciados em: partos vaginais cirúrgicos, que acontecem em hospitais com intervenções médicas com anestesia, aplicação do hormônio sintético de ocitocina que induz as contrações, episiotomia (corte vaginal) etc.; e partos vaginais naturais, aquele que acontece apenas com intervenções extremamente necessárias.


Já o parto normal pode ser realizado em várias posições, como deitada, de cócoras ou utilizando uma cadeira de parto ou pode ser realizado na água, em uma banheira apropriada.



Parto vaginal ou natural realizado na banheira (foto: Reprodução)


Quanto aos lugares, na maternidade há mais recursos de assistênciais para a mãe e o bebê. Mas há quem opte em realizar o nascimento do bebê em casa.
Nem sempre o parto normal é possível para algumas mulheres. Nesses casos, o parto por cesariana é uma cirurgia decisiva para garantir a segurança tanto da mãe como do recém-nascido. A cirurgia consiste em uma incisão na parede abdominal e no útero. 


O bebê é retirado através desta abertura, que é fechada com pontos internos e externos, a recuperação nesse caso é mais lenta que a do parto normal, porém é considerado um procedimento bastante seguro.



Parto cirúrgico ou cesárea/cesariana (foto: Reprodução)


Entretanto, o melhor tipo de parto é aquele em que tanto a mãe quanto o bebê são submetidos às melhores condições. Por isso, a realização do pré-natal é muito importante, pois fornece diversas informações fundamentais para ajudar o obstetra a decidir qual a opção mais adequada para a gestante.


No parto cirúrgico e normal podem ser utilizados anestesia para diminuir a dor durante o procedimento e dependerá do tipo de parto e da indicação médica. 


As anestesias mais utilizadas são: local, peridural e raquidiana. A local é aplicada diretamente na região genital e indicada principalmente para o período expulsivo do trabalho de parto, quando o bebê está nascendo. 



Parto normal vaginal ou natural (foto: Reprodução)


Já a peridural é uma associação de anestésicos que possibilitam a gestante a não sentir quase nenhuma dor e um mínimo de efeito nas fibras nervosas motoras.
Com a raquidiana, a futuras mamãe participa do trabalho de parto, especialmente durante o nascimento do bebe. Esse tipo de anestesia proporciona rapidez e simplicidade na aplicação, que é única, de efeito mais rápido.


Em geral, para o parto normal, é administrada a anestesia local ou a raqui/peridural contínua e baixa, utilizando-se uma pequena dose de anestésico. Para a cesariana, pode ser utilizada a raquidiana ou a peridural.



Aplicação da anestesia  raqui/peridural  (foto: Reprodução)


A indicação vai depender de fatores como o estágio do trabalho de parto, o quadro clínico e a tolerância da paciente à dor.


(Com informações do site Gineco.com)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS