Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$
Elas

Saiba como prevenir o câncer de próstata

segunda-feira, 12/11/2018, 11:29 - Atualizado em 12/11/2018, 11:36 - Autor:


Idade superior a 65 anos, histórico familiar, sedentarismo, sobrepeso, obesidade e alimentação inadequada estão entre os fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de próstata, segundo dados da Associação Saúde da Próstata.


No entanto, a realização de atividades físicas diariamente, manter a saúde equilibrada e fazer boas escolhas alimentares podem contribuir para a prevenção do câncer de próstata. 



Pensando especificamente na questão da alimentação, por exemplo, algumas substâncias presentes nos alimentos, como o licopeno, que é um pigmento encontrado no tomate, na melancia, goiaba e pitanga, são consideradas protetoras contra doença.  


De acordo com a nutricionista do Hapvida, Vanessa Evangelista, além do licopeno, os ácidos graxos não saturados de cadeia longa, também auxiliam na prevenção.


“Esses são encontrados em óleos de peixes, princi do salmão, os flavonoides e os isoflavonoides que existem na soja, frutas, legumes, chá e vegetais”, explica. 


A profissional ressalta ainda, a importância desses alimentos serem, de preferência orgânicos, isso por serem criados sem adição de pesticidas, hormônios, antibióticos ou qualquer outra substância não natural. 



Do outro lado


Se existem os alimentos que favorecem a prevenção do câncer de próstata, há também aqueles que têm ação contrária em relação à doença.


“As carnes processadas e os alimentos industrializados, que por sua vez são pobres em minerais e vitaminas, frituras e açucarados, além das bebidas alcoólicas, são consideradas perigosas tanto antes, quanto depois do tratamento. O consumo de alimentos e bebidas de alto teor calórico também deve ser evitado, já que promovem o excesso de peso”, alerta Vanessa Evangelista.  


A especialista destaca também a necessidade do acompanhamento nutricional durante o tratamento, devido a necessidade de manutenção da qualidade de vida e a minimização dos efeitos adversos do processo.


(DOL)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS