Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$
Elas

Estudo mostra que vitamina D pode prevenir o desenvolvimento de mioma

sexta-feira, 20/07/2018, 14:49 - Atualizado em 20/07/2018, 15:08 - Autor:


Não é nenhuma novidade que a vitamina D é essencial para a saúde, principalmente como aliada na prevenção da osteoporose. Você também deve saber que a melhor maneira de ativar a síntese desse nutriente é tomando sol. Além desses benefícios, vários estudos têm demonstrado que mulheres com miomas, em geral, apresentam deficiência de vitamina D. Seria então a vitamina D um fator de proteção contra os miomas?


De acordo com um estudo publicado no jornal científico Fertility and Sterility, o baixo teor de vitamina D desempenha um papel significativo no desenvolvimento de miomas uterinos. Os pesquisadores apontaram que a vitamina D3 (um dos tipos do nutriente) reduz a proliferação de células do leiomioma in vitro e o crescimento dos tumores em modelos animais in vivo.


O estudo ainda mostrou que os casos mais graves de miomas surgiram em mulheres com nível da substância ainda mais baixos. Já as mulheres com níveis suficientes de vitamina D eram menos propensas a desenvolverem os tumores. Você pode estar se perguntando: como uma vitamina, conhecida por proteger seus ossos, pode proteger seu útero contra os miomas?


A explicação é que a vitamina D exerce ações diretas ou indiretas em mais de 200 genes envolvidos na regulação do ciclo celular. Ela participa de diversos processos no organismo, incluindo a regulação da proliferação e diferenciação celular, a angiogênese (crescimento de novos vasos sanguíneos a partir dos já existentes) e a apoptose (morte celular programada). Ou seja, todos esses processos participam do desenvolvimento de um tumor, que nada mais é do que o crescimento anormal e desordenado das células.


Para confirmar a tese, um estudo feito com 33.736 pessoas que foram acompanhadas durante 16 anos e publicado em março deste ano, no BMJ, mostrou que níveis adequados da vitamina D reduziram o risco de desenvolver um câncer em 20%. 


Como saber se você tem bons níveis da vitamina D?


Segundo estudos internacionais, estima-se que aproximadamente 40% dos adultos apresentam a hipovitaminose D, cujo principal fator é a falta de exposição solar.  


“O Brasil está abaixo da linha do Equador, portanto aqui a incidência dos raios solares é maior e temos mais dias ensolarados do que os países localizados no hemisfério norte. Mesmo assim, poucas pessoas têm o costume de tomar sol por conta os riscos do câncer de pele e do fotoenvelhecimento”, explica o ginecologista Dr. Edvaldo Cavalcante.


Mas, o médico alerta: tomar sol é fundamental! “Infelizmente, os hábitos da sociedade moderna, como trabalhos em lugares fechados e menos tempo ao ar livre podem levar à deficiência da vitamina. Portanto, a recomendação é tomar sol, de preferência com braços e pernas expostos, durante 20 minutos”. 


Com ou sem protetor?


Este é um assunto controverso no meio médico. Alguns estudos dizem que o protetor atrapalha a absorção dos raios UVB pela pele. Mas, em maio deste ano, a Sociedade Brasileira de Dermatologia apresentou um estudo revelando que o uso do filtro solar não impacta na absorção do nutriente. Segundo a pesquisa, a pessoa pode usar o protetor solar e tomar sol até às 10h ou depois das 16h.


Como saber se tenho deficiência?


“Para ver se os níveis da vitamina D estão bons, é possível fazer exames de sangue. Há suplementos que podem ser indicados, mas é preciso cuidado na administração, pois em altas quantidades, a substância pode ser prejudicial. Por isso, somente o médico pode fazer essa avaliação e prescrever a suplementação”, diz o médico.


Quanto à prevenção dos miomas, os estudos devem continuar para esclarecer melhor os mecanismos da vitamina D na formação dos tumores e para investigar se a substância pode ajudar também no tratamento dos miomas.


Enquanto isso, que tal investir na sua alimentação e tomar sol?Na prática é assim: você coloca alimentos ricos em vitamina D no seu prato, mas para que ela seja absorvida e sintetizada pelo seu organismo, você precisa tomar sol!


Entre os principais alimentos ricos em vitamina D estão: ostras; salmão, arenque, atum ou sardinha; ovos; fígado de boi ou de galinha; laranja; cogumelos (shitake); leite e derivados. 


(Com informações da Agência Health) 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS