Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$
Elas

Saiba o que você não pode usar como lubrificante na hora do sexo

quinta-feira, 19/07/2018, 14:26 - Atualizado em 19/07/2018, 14:31 - Autor:


Os lubrificantes são grandes aliados na hora da transa, deixando-a mais gostosa. Entre as principais funções dele, estão o combate ao ressecamento vaginal, a facilidade na hora da penetração durante o sexo anal, além de deixar a masturbação ainda mais confortável (solo ou a dois). Mas a lubrificação exige cuidados e não pode ser feita por qualquer produto escorregadio que ajude o pênis a entrar. Alguns desses produtos, como vaselina ou óleo de bebê, podem romper o látex da camisinha e ocasionar graves infecções e machucados. 


Alguns especialistas alertam sobre os tipos de lubrificantes utilizados na hora do sexo. Os mais indicados são os feitos à base de água, de preferência, testados dinecologicamente, hipoalergênicos, sem álcool e sem bactericidas. Além disso, é preciso ter cautela ao utilizar produtos do tipo hot ou ice, que esquentam ou esfriam em contato com a pele, ou com aromas artificiais. Eles podem causar alergias. 


O Dol separou alguns produtos que jamais devem ser utilizados como lubrificantes: 


Óleo de coco para cabelo


Como o nome já diz, esse produto é feito especialmente para uso nos cabelos. Sem dúvidas, ele deve fazer maravilhas para a hidratação capilar. Porém, por ser um óleo, ele deve ser evitado, pois pode estragar o látex da camisinha e deixar os parceiros suscetíveis a DSTs. Então, nunca use-o como lubrificante sexual. 


Manteiga


Apesar de deixar a região íntima lisa, nenhum tipo de produto comestível é indicado para uso na região íntima. Isso pode causar sérias complicações após a transa, como infecções e alergias. 


Misturebas caseiras 


Uma simples pesquisa na internet vai te mostrar uma série de receitas de lubrificantes caseiros à base de azeite de oliva, clara de ovo, aloe vera ou babosa. Talvez, essas misturas te proporcionem algum tipo de economia para o seu bolso, mas pare pra pensar sobre os riscos que você e seu parceiro correm ao utilizar esse tipo de substância. Sem contar com o mal cheiro que, provavelmente, resulte desse tipo de mistura. Sem dúvidas, isso pode acabar com o clima na hora H.


Sabonete, xampu ou condicionador


Sexo no chuveiro é uma delícia, mas a água pode ser um inimigo na hora da penetração. Na hora do improviso, a melhor solução é usar um dos produtos que já estão à mão para aplicar na vagina ou no ânus, não é mesmo? É óbvio que não! Apesar de alguns deles proporcionarem um aspecto escorregadio na região íntima, eles são feitos exclusivamente para uso relacionado à higiene. Isso inclue os sabonetes íntimos, que são indicados apenas para a limpeza.


Saliva


Além de não ser escorregadia suficiente para facilitar a penetração na hora do sexo, a saliva facilita a transmissão de uma série de doenças. 


Óleos de bebê


Apesar da textura ser praticamente idêntica a dos lubrificantes íntimos, não é aconselhado o uso desse tipo de substância. Como já falamos anteriormente, os óleos podem danificar o preservativo, o que pode ocasionar infecções, ferimentos e a transmissão das DSTs. Segundo um estudo publicado pela revista médica norte-americana “Obstetrics and Gynecology” o uso do produto está relacionado à presença da bactéria causadora da candidíase na região íntima feminina.


Agora que você já sabe o que não pode usar durante o sexo, confira algumas dicas para controlar a insegurança na hora H


(Com informações do portal UOL)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS