Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$
Elas

Especialista alerta que o consumo exagerado de café pode causar problemas à saúde

sexta-feira, 20/04/2018, 16:05 - Atualizado em 20/04/2018, 16:05 - Autor:


Uma paixão nacional que, assim como muitos outros ícones, o café faz parte da identidade dos brasileiros. Um exemplo disso, é que o Brasil é um dos raros lugares do mundo onde a bebida é consumida também por prazer e degustação.


Segundo a Embrapa, o café é a segunda bebida mais consumida pelos brasileiros, perdendo apenas para a água! Um número que aumenta cada dia mais! E a instituição crê que estes índices cresçam ainda mais nos próximos anos, não apenas no Brasil, mas também em todo o mundo!


Mesmo sendo uma das bebidas mais consumidas no mundo, a ingestão do café ainda precisa de atenção, pois o maior problema dele não é a substância em si, mas a dose. O café é composto por várias substâncias, algumas fazem bem, outras fazem mal. Ele é rico é rico em cafeína, que é um “pseudo” alcaloide (a cocaína é um real alcaloide). É uma substância com alto poder estimulante, energizante. 


O café é rico em polifenóis, substâncias antioxidantes, que combatem radicais livres e até atuam na prevenção do câncer. Rico em ácido clorogênico, que protege o fígado, sendo mais presente no café verde e menos no torrado. São substâncias interessantes. 


De acordo com Aléssia Palhano, cardiologista e nutróloga do Hapvida Saúde, o risco do consumo excessivo ou em altas doses de café, é que pode levar ao vício. Elevando o cortisol e causando sobrecarga aos rins. O ideal é uma xícara pequena de café, logo ao amanhecer. E não é recomendado colocar açúcar nem adoçante no café, como muitos fazem. 


“O Café, assim como qualquer outro grão, como soja, milho, o trigo, etc, contém os antinutrientes, substâncias que existem para impedir que as sementes germinem. Elas têm a característica de impedir a absorção de algumas vitaminas, em especial, as do complexo B, também os minerais, como magnésio, ferro, etc. Para de proteger disso, basta tomar o café em jejum. Se você consumir depois de outras refeições, você terá perda nutricional. Mas atenção, veja que estamos falando do café, e não da cafeína. A cafeína pura, assim como em alguns termogênicos, refrigerantes e energéticos, é prejudicial”, ressalta a Dra Aléssia.


(Com informações do Hapvida Saúde)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS