Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$
Elas

Veja seis problemas comuns na gravidez e como se prevenir

sábado, 17/03/2018, 11:11 - Atualizado em 17/03/2018, 11:11 - Autor:


A gravidez é um momento mágico para a mulher, mas que requer cuidados com a saúde. Durante a gestação, muitas doenças podem surgir e afetar a saúde não apenas da mãe, mas também do bebê. Veja seis problemas comuns que podem ocorrer durante a gravidez.

ASMA

Segundo ginecologistas, pouco mais de 30% das gestantes com asmas costumam apresentar uma piora no quadro, devido às alterações fisiológicas, que exigem maior oxigênio para a mulher. Caso não seja controlada, pode dificultar o crescimento do bebê. Nesses casos, é recomendado o acompanhamento por um pneumologista.

ANEMIA FERROPRIVA

A gravidez provoca um aumento de fluidos no corpo, que podem diluir o sangue, causando a anemia. Ocorre geralmente entre o segundo e terceiro trimeste, e tem como sintomas tontura, fraqueza, cansaço, dor de cabeça e nas pernas, queda de cabelo, palidez e falta de apetite, além de poder causar infecções após o parto, problemas de peso e crescimento ao filho e até um parto prematuro. Uma alimentação rica em ferro e reposição de vitaminas pode ajudar no tratamento.

CISTITE/INFECÇÃO URINÁRIA

A diminuição da defesa do organismo, associada a flacidez da uretra, pode causar esse tipo de infecção, que tem como sintomas desconforto, dor e ardência ao fazer xixi, e em casos graves pode inclusive levar a um parto prematuro. O tratamento é feito através de antibióticos. Beber muito líquido e não segurar urina ajuda na prevenção.

DIABETE MELLITUS GESTACIONAL (DMG)

Atingindo cerca de 4% das grávidas, a DMG ocorre em mulheres que não são diabéticas, mas acabam diagnosticadas com a condição durante a gestação, devido ao aumento na produção de hormônios, que afetam a ação da insulina no corpo. O aumento exagerado no peso durante a gestação é um fator agravante para o surgimento da doença.

Apresentando os mesmos probelmas da diabetes comum, a DMG é ainda um fator de risco para o desenvolvimento do diabetes tirpo 2. O tratamento exige uma dieta rigorosa, com acompanhamento médico.

DISTÚRBIOS DA TIREOIDE

Os hormônios produzidos na tireóide são responsáveis por segurar o embrião no útero, regular o organismo da mãe e ajudar no desenvolvimento e crescimento do bebê, e apresentam uma produção 50% maior durante a gestação. Se a produção não for suficiente, há risco de um parto prematuro e até de aborto espontâneo. Já se houver excesso de hormônio, pode acelerar os batimentos cardíacos da mãe e do bebê, afetando a saúde de ambos.

Um acompanhamento médico é recomendado, para que ele receite comprimidos que controlem a produção na tireoide.

PRÉ-ECLÂMPSIA

Atingindo cerca de 5% das gestantes, é uma disfunção dos vasos sanguíneos, que aumenta a pressão arterial e pode levar a diversas complicações, como convulsões, alterações visuais, desconforto gástrico e queimação e diminuição da função renal, inclusive chegando a ser fatal para mães e bebês.

É recomendado uma dieta sem excesso de sal e açúcar, além do monitoramento constante da pressão. Caso o problema esteja prejudicando o bebê, o médico pode induzir o parto.

(Com informações do UOL)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS