Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$
Elas

Álcool e Energético - uma mistura perigosa

quinta-feira, 15/02/2018, 15:30 - Atualizado em 15/02/2018, 16:36 - Autor:


Nos últimos anos, festas e baladas vêm se tornando cada vez mais comum, principalmente em épocas como o carnaval, o consumo de diversos tipos de bebidas alcoólicas misturadas com bebidas energéticas. Seja na forma de drinks de open bar ou quando o consumidor faz a mistura por conta própria, por vezes, para mascarar o sabor do álcool ou para minimizar seus efeitos, este habito aparentemente inofensivo, oferece inúmeros e sérios riscos à saúde, podendo afetar o sistema hepático, cardiovascular e renal, alertam especialistas.


O Centro de Assistência Toxicológica do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas de São Paulo alerta também que este habito está virando uma epidemia mundial, principalmente entre os jovens e que são necessárias medidas para o controle e combate ao abuso dessa associação de bebidas.


A Dra Suzele Lima, Nutricionista do Hapvida Saúde, destaca que é sempre bom ter cuidado com o consumo de álcool em excesso, principalmente em épocas como o carnaval. “Já a combinação de bebidas energéticas e álcool devem ser evitadas a todo custo, pois as bebidas energéticas possuem alta concentração de estimulantes, como a cafeína e a taurina, que disfarçam os efeitos do álcool. Essa combinação pode causar uma sobrecarga no sistema hepático, cardiovascular e renal. O maior risco está na dosagem, principalmente para quem tem sensibilidade à cafeína e a pré-disposição a arritmias cardíacas”, informa a especialista.


É preciso estar alerta aos sinais do corpo, que sempre denunciam quem misturou altas doses de energéticos e álcool. Os principais sintomas são palidez, aceleração do coração, aumento da pressão arterial, podendo até mesmo haver intoxicação por causa da cafeína, caracterizada por ansiedade, insônia, desconforto gástrico, tremores, agitação, também acompanhadas pelo aumento da pressão arterial.


Lima destaca ainda que, além de evitar exageros, nunca se deve beber se estiver mal alimentado ou em jejum. Você deve consumir alimentos que forneçam energia, a exemplo da frutose, encontrada facilmente nas frutas, que podem ser consumidas in natura ou na forma de sucos.


(Com informações do Hapvida)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS