Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$
PESQUISA

Incluir exercícios mais intensos à prática regular de atividade física aumenta a longevidade

O estudo foi realizado com base em dados de 403.681 pessoas, em que se comparou a redução da mortalidade.

terça-feira, 16/03/2021, 10:52 - Atualizado em 16/03/2021, 10:52 - Autor: Maria Fernanda Ziegler/ Agência Fapesp


Estudo mostra que além da regularidade de exercícios, a intensidade dele aumenta a longevidade.
Estudo mostra que além da regularidade de exercícios, a intensidade dele aumenta a longevidade. | Reprodução

Um estudo recente publicado na revista JAMA Internal Medicine mostrou que não só a regularidade de exercícios físicos, mas também a intensidade da atividade aumenta a longevidade. As informações são da Agência Fapesp.

O estudo foi realizado com base em dados de 403.681 pessoas, em que se comparou a redução da mortalidade associada a diferentes combinações de exercícios de intensidades moderadas e vigorosas dentro do tempo recomendado pela  Organização Mundial de Saúde (OMS), de 150 a 300 minutos por semana.

Leandro Rezende, professor do Departamento de Medicina Preventiva da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (EPM-Unifesp) que coordenou o estudo, explica que “qualquer tipo de atividade física regular é melhor do que nada", porém, a pesquisa revelou que incluir exercícios vigorosos, como futebol e corrida, por exemplo, na prática semanal, "está associado à redução de mortalidade."

"Na comparação com adultos que realizaram apenas atividades moderadas, aqueles que fazem metade ou 75% de atividade vigorosa do total da semana tiveram 17% de redução da mortalidade em geral, que inclui entre diferentes causas a mortalidade por doenças cardiovasculares e câncer”, ressalta Leandro. 

Mas, afinal, o que é melhor, atividade moderada ou vigorosa? O estudo mostra que as duas são importantes, no entanto, "dar maior intensidade à atividade física regular reduz ainda mais a mortalidade".

O resultado da pesquisa também reforça a recomendação da OMS, de pelo menos de 150 a 300 minutos de atividade física de intensidade moderada por semana, ou 75 a 150 minutos de atividade física de intensidade vigorosa, ou uma combinação equivalente das intensidades das atividades.

Atividades moderadas pode ser uma caminhada leve de deslocamento, passear de bicicleta ou atividades domésticas que envolvem gasto energético variam de 3 a 6 unidades de equivalente metabólico.

Já natação, dança, pedalar em uma velocidade mais alta, correr, e praticar esportes como futebol, handebol e boxe são atividades vigorosas, que correspondem a mais de 7 unidades de equivalente metabólico.

E você, internauta, pratica alguma atividade física?

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS