Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
23°
cotação atual R$
CUIDADOS

Vacina e procedimentos estéticos: saiba o que pode acontecer

A covid-19 pode afetar até os procedimentos estéticos, como a aplicação do Botox ou preenchimentos com ácido hialurônico

segunda-feira, 01/02/2021, 15:34 - Atualizado em 01/02/2021, 15:34 - Autor: Com informações da assessoria


| Reprodução

Uma das maneiras mais procuradas para prevenir o envelhecimento precoce é a aplicação das toxinas botulínicas, o já famoso conhecido “Botox”. A aplicação dele se tornou uma tendência, principalmente, uma forma de mulheres buscarem um tratamento eficaz para evitar as rugas, marcas de expressão e outras demandas quando se fala nos cuidados com a pele do rosto. 

No entanto, apesar de não parecer, a covid-19 pode estar relacionada diretamente à durabilidade e eficiência dessa aplicação. A médica dermatologista Dra. Hellisse Bastos conta que “as pessoas que foram infectadas pelo vírus relataram diminuição da durabilidade do botox”, comenta. 

Ela explica a razão desta durabilidade menor: “Relaciono isso à diminuição da presença dos micronutrientes no organismo nessas pessoas que tiveram a contaminação com o coronavírus, especialmente Zinco, Vitamina D, Vitamina C e Ferro, em alguns casos. Tanto é que se for observar bem, um dos protocolos orientados por alguns médicos para quem está com o vírus é reforçar a ingestão de vitaminas essenciais como a D, a C, além do próprio Zinco”, detalha. 

Ao fazer exames nas pacientes que foram infectadas, Dra. Hellisse pôde observar que nelas “as taxas desses micronutrientes estão mais gastas do que num período de tempo em que não haveria tanto consumo assim por parte do organismo. Por isso é fundamental observar essa durabilidade, até para saber se as condições de saúde do paciente ainda precisam de atenção”, observa. “É claro, isso tudo além da escolha do produto, do profissional que tenha as técnicas adequadas, das quantidades injetadas e da diluição realizada do produto”. 

Leia mais:

Dê um plus na saúde com alimentos probióticos, o microorganismos vivos

Preenchimento labial: especialista alerta para os exageros

Vacinas

Outro assunto que está sendo muito comentado atualmente é que as reações às vacinas da Covid-19 relatadas pelo fabricante em estudos observacionais feitos durante os testes é a possibilidade de edemas transitórios onde foi realizado o preenchimento com ácido hialurônico. Observando os fabricantes dos imunizantes, ela percebeu que na área da dermatologia e da estética alguns pacientes tiveram edemas transitórios nos locais onde foram feitos preenchimentos de ácido hialurônico.

“Estes edemas têm sido muito frequentemente relatados por profissionais médicos da área e estão relacionados a infecções das vias aéreas superiores, principalmente sinusites, rinites e alguns imunizantes. Nesse caso de agora a vacina do fabricante Moderna contra a Covid-19”, reforça a médica.

Mas isso não é razão para entrar em pânico, ela lembra. “Sim, são transitórios, têm tratamentos, uma durabilidade curta Em muitas vezes, por exemplo, eles se melhoram sem que seja necessário uma atuação mais profunda do médico neste caso”, explica.

Mas, independentemente da vacina, Dra. Hellisse Bastos recomenda que o paciente converse com seu médico, otimize sua saúde antes de qualquer procedimento estético. Isso evita complicações e melhora os resultados dos tratamentos, assim pode-se evitar qualquer reação adversa:

“As reações adversas acontecem muito frequentemente quando há uma desordem no organismo, acompanhando hábitos de vida não saudáveis, alimentação errada, sono alterado, intestino disbiótico, entre outros. Então a pessoa precisa se cuidar para que isso não a afete”, destaca.

Com a saúde em dia, é possível associar a beleza e a auto estima, assim, a médica lembra, “todos os procedimentos estéticos alcançarão os melhores resultados, além é claro, será possível desacelerar os fatores naturais, como o envelhecimento”, completa.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS