Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$
NÃO DÁ PRA SEGURAR

Em pesquisa, 58% dos entrevistados admitem que fizeram sexo durante o 'home office'

Análise mostrou que os jovens ficaram mais sexualmente ativos após a pandemia

segunda-feira, 16/11/2020, 15:58 - Atualizado em 16/11/2020, 15:58 - Autor: Com informações de Metro


| Reprodução

O período da pandemia pode estar fazendo com que muita gente fique sexualmente carregada. E, por causa da quarentena, estar com o parceiro mais tempo em casa, somado à essa “seca”, a relação sexual entre alguns casais aumentaram nesses tempos.

Uma pesquisa feita no Reino Unido revelou que 58% dos entrevistados que estavam em "home office", trabalhando em casa, fizeram sexo enquanto trabalham em casa. Um estudo da OnePoll com 1.000 pessoas da geração “Y”, ou “millennials”, e com 1.000 “baby boomers” descobriu que os hábitos sexuais entre as pessoas em casa mudaram durante o confinamento. E a geração mais nova está “mais divertida” que nunca.

De acordo com os entrevistados, a geração “Y”, nascidos após a década de 80, faz, em média, duas vezes mais sexo que os “baby boomers”, nascidos após a Segunda Guerra. Da geração mais jovem, 68% disseram que experimentaram novas posições sexuais e apimentaram as coisas desde o início da pandemia.

Segundo o resultado da pesquisa, mais da metade (52%) dos millenials usaram brinquedos sexuais, e outros 37% adicionaram alimentos como chantilly e chocolate nas intimidades. 

Essa geração mais nova também revelou uso de outros itens e peripécias como lubrificante (35%), sexo oral (54%), algemas (15%), jogos de interpretação (32%). Para 67% da geração “Y”, a vida sexual mudou após a pandemia.

Como resultado, 46% disseram que passam mais tempo com o parceiro, enquanto outros 42% se descobriram fazendo esforços intencionais um pelo outro. 

Outros dois em cada cinco experimentaram mais, enquanto 46% descobriram que tinham muito mais tempo para se dedicar ao sexo. 

No geral, mais de um quarto dos estudados estão mais propensos a experimentar algo novo no quarto durante o isolamento do que nunca. 

A cena do namoro também mudou em nosso clima atual. Quase quatro em cada cinco dos solteiros pesquisados disseram que estavam em um encontro virtual desde março de 2020.

Na verdade, um terço disse que as medidas de distanciamento social tornaram o namoro muito mais íntimo do que nunca. Se ainda não o fez, talvez seja hora de ativar seu zoom romântico.


Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS