Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$
DR. RESPONDE

Emagrecimento com saúde e sem imediatismo: como entrar em forma sem se prejudicar

A ideia é oferecer ao paciente, além de um processo de perda de peso consistente, uma qualidade de vida mais saudável

quarta-feira, 11/11/2020, 09:58 - Atualizado em 11/11/2020, 09:56 - Autor: Cintia Magno


| Reprodução

A busca pelo emagrecimento e pelo controle do peso está presente entre os objetivos que mais levam as pessoas a adotar mudanças na alimentação. Para que a meta seja alcançada de forma saudável, porém, uma série de cuidados precisam ser adotados, a começar pelo acompanhamento profissional.

A nutricionista Luciana Mancio Gomes Amaral lembra que não existe fórmula pronta para o emagrecimento, o que leva a considerar que a consulta com o nutricionista deva ser o primeiro passo no caminho da mudança que se pretende alcançar. “Se justifica o papel do nutricionista neste processo, uma vez que sua conduta é baseada em diversos fatores como: a genética, a rotina alimentar do paciente e o estilo de vida de cada pessoa, buscando, assim, a melhor solução para cada indivíduo”, considera. “Quando o nutricionista consegue identificar as dificuldades que impedem a perda de peso de maneira individualizada, adaptando à realidade do paciente e garantindo sua reeducação alimentar, através da adoção de hábitos contínuos mais saudáveis, esse processo de emagrecimento ocorre de forma mais natural”.

A nutricionista reforça que o grande foco do atendimento nutricional está em oferecer ao paciente, além de um processo de perda de peso consistente, uma qualidade de vida mais saudável. Nesse sentido, tal conduta em busca do emagrecimento pretende evitar que, por conta própria e de maneira negligente, o indivíduo acabe adotando estratégias incorretas e protocolos de alimentação altamente restritivos. “Parte destas dietas da moda costumam surtir efeitos ineficazes e soluções de curto prazo, ocasionando em muitas vezes o ‘efeito sanfona’ no organismo”, alerta Luciana.

FLEXIBILIDADE

Ainda que o objetivo seja perder peso, Luciana aponta que, durante os atendimentos, não costuma proibir o consumo de determinados alimentos, mas sim diminuir a frequência do consumo e a quantidade de alguns alimentos considerados ‘calorias vazias’ como os ultraprocessados e bebidas alcoólicas.

“A nutrição vai além dos alimentos que consumimos, tudo é questão de equilíbrio entre corpo, emoções e mente. Por isso, é essencial que se tenha um planejamento alimentar diário, o que pode minimizar gatilhos compensatórios e punitivos, de modo a evitar descontar nossas emoções no alimento”, considera. “Costumo sempre falar aos meus pacientes, ‘tenha paciência’! Dê um passo de cada vez e foque no objetivo, não no tempo que vai levar para alcançá-lo. Os resultados na balança não chegarão de uma vez, mas de forma constante e duradoura, um emagrecimento saudável deve ser gradativo, portanto, evite o imediatismo”.

 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS