Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$
POTÊNCIA

Paraenses são destaques de publicações nacionais de moda

sexta-feira, 29/05/2020, 21:48 - Atualizado em 29/05/2020, 21:48 - Autor: Julyanne Forte


A modelo paraense foi uma das selecionadas para a capa da Vogue Brasil de junho
A modelo paraense foi uma das selecionadas para a capa da Vogue Brasil de junho | Reprodução/Instagram

A modelo Emilly Nunes, de Belém do Pará, é não só um dos rostos escolhidos para estampar a capa da Vogue Brasil do mês de junho, mas também o grande destaque da edição, que selecionou personalidade de todo o Brasil para homenagear à icônica capa do álbum “Paratodos”, do cantor Chico Buarque.

De acordo com a produção da revista, a ideia era construir pontes e promover o diálogo entre toda a cadeia da moda, que inclui agricultores, modelistas, costureiras, camareiras, estilistas, modelos, fotógrafos, maquiadores, entre outros. “A moda é feita por todo o tipo de gente, parte de um movimento amplo da sociedade, que participa dela de maneira criativa. E isso só é possível pela união e inclusão geral”, disse Gringo Cardia, designer e diretor de arte que criou a capa de Paratodos, em 1993, e agora, a releitura da Vogue.

A paraense Emilly, que aparece em preto e branco no centro da capa, diz que o sentimento que define ter participado dessa produção é gratidão.

Veja mais cliques da modelo:

Ver essa foto no Instagram

By: @marsovi_ @erikadan.tas

Uma publicação compartilhada por EMILLY NUNES (@emillynuneees) em

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por EMILLY NUNES (@emillynuneees) em

Revista Elle

Outra paraense que também ganhou o holofotes de uma publicação nacional foi a influencidora Layse Sinatra. Ela foi um dos rostos selecionados para ser modelo de um ensaio exclusivo, feito via Facetime, pelo renomado fotógrafo Gleeson Paulino. Mais de 10 mil pessoas concorreram as poucas vagas que o site da revista ofertou. 

“Fotografar neste momento que estamos vivendo me fez parar e questionar o meu olhar, as extremidades da realidade brasileira e a forma de criar. Entrei na casa de pessoas que nunca conheci, elas me permitiram estar em seus mundos, conviver com suas famílias. Pessoas com diferentes sotaques, vivências, e histórias de todo o Brasil", disse Gleeson. Veja o resultado:

Ver essa foto no Instagram

E, como sempre acreditamos, o retorno é com vocês. Quando abrimos o #OlhaELLE, nosso open casting, imaginávamos que o resultado seria bom — foram mais de 10 mil publicações marcadas! Mas o que rolou foi muito maior: gente do Rio Grande do Sul ao Pará, dos 18 aos 75 anos, que nos ajudaram a pensar no momento e no olhar. Os cliques são deles, com direção feita à distância por @gleesonpaulino. Mas uma distância apenas física, como ele explica: “Fotografar neste momento que estamos vivendo me fez parar e questionar o meu olhar, as extremidades da realidade brasileira e a forma de criar. Entrei na casa de pessoas que nunca conheci, elas me permitiram estar em seus mundos, conviver com suas famílias. Pessoas com diferentes sotaques, vivências, e histórias de todo o Brasil. Realidades humanas de uma crueza raramente vista na moda. Tudo mudou, e o normal se faz no presente. Reaprendemos o criar, o reunir e nos conectarmos mesmo distantes. E de certeza o que fica é: não há mudança, não há melhora se não for coletiva. Foi íntimo e transformador, mesmo que por alguns instantes. Todos que participaram deste projeto representam a si e representarão muitos. Essas fotos contam histórias e são um registro de novos tempos.” A ELLE Brasil está de volta. No vídeo: @itsalinne @kamilahee @yasmin_monteiro @cherolainne @rafaelasironi @magranigab @josyramos @paveepate @djullyb @leandrinhadu @pradellacarol @guga.costa @joannamesq @0.0.00.00.0 @lucasuck @maurimigliolijr Agradecimentos: @lucasboccalao @brenovibes @mari__araujo__ e @luciano_schmitz

Uma publicação compartilhada por ELLE Brasil (@ellebrasil) em

Conheça a influenciadora:


Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS