Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$
SAÚDE

Falta de saúde bucal aumenta os riscos de mortes por coronavírus; Saiba mais

terça-feira, 03/03/2020, 14:58 - Atualizado em 03/03/2020, 14:58 - Autor: Com informações da assessoria


| Reprodução

O coronavírus chegou ao Brasil. O país já tem dois casos infecção registrados em São Paulo, na última semana. A notícia tem preocupado alguns brasileiros, que correm para as farmácias para comprar máscaras e álcool em gel. 

Contagioso, o vírus apresenta maior letalidade em pacientes que apresentam sistema imunológico enfraquecido. Por isso, o dentista Gustavo Menegucci destaca que é necessário estar atento à saúde bucal para prevenir o contágio. “Problemas bucais podem contribuir para a debilitação da imunidade já que na boca existem milhares de bactérias que podem causar infecções e debilitar o sistema imune”, aponta.

Além disso, é na boca que aparecem os primeiros sinais de que o sistema imunológico não está bem. Aftas, amigdalite, herpes e inflamações gengivais e periodontais são frequentes quando esse sistema está enfraquecido. “Além de cobrir a boca, é necessário cuidar de toda a higiene bucal para que o vírus não encontre facilidade para adentrar o organismo”, recomenda Menegucci.

O que se sabe sobre o coronavírus

O vírus faz parte da família coronavírus, identificada pela primeira vez em 1690. Ainda não se sabe ao certo como se deu o primeiro contágio, a hipótese é que tenha sido por algum animal silvestre ou marinho.  

A maior parte dos casos está concentrado em Wuhan, na China. Os principais sintomas são: tosse, febre, dificuldade em respirar e falta de ar. A recuperação é a mesma de uma gripe comum, ou seja, depende mais do sistema imunológico do que de um remédio. Ainda não há vacina para o vírus.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS