Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$
A VEZ DELAS

Mulheres representam 80% dos acessos em site pornô, afirma pesquisa

quinta-feira, 02/01/2020, 10:11 - Atualizado em 02/01/2020, 10:11 - Autor: Com informações do Metrópoles


De acordo com dados levantados pelo Pornhub, 80% dos acessos a materiais pornográficos são do público feminino.
De acordo com dados levantados pelo Pornhub, 80% dos acessos a materiais pornográficos são do público feminino. | Reprodução

O mundo da pornografia, antes utilizado por um público quase todo masculino, não é mais "coisa só de homem". Hoje pode ser considerado das mulheres também. Além de consumidoras do conteúdo adulto, elas também estão na frente em alguns quesitos. 

De acordo com dados levantados pelo Pornhub, um dos maiores sites de vídeos adultos do mundo, 80% dos acessos feitos por dispositivos móveis são do público feminino. No Brasil, um levantamento da Sexy Hot, mostrou que 24% dos assinantes são mulheres.

As empresas também começaram a cria conteúdos mais agradáveis para as mulheres após notarem o descontentamento em alguns aspectos dos filmes pornôs. “Temos (pornôs) para todos os gostos, mas estamos investindo em filmes com um conteúdo menos agressivo e mais voltado para a visão feminina do sexo”, explicou Mauricio Paletta, diretor do Grupo Playboy do Brasil. 

Apesar de estarem cada vez mais interessadas em conteúdos adultos, falar sobre o assunto ainda é raridade entre as mulheres. “Ainda há esse tabu entre mulher e pornografia, mas estamos trabalhando para mudar isso e mostrar que não há problema em gostar”.

As categorias mais procuradas pelo público feminino são: lésbicas, trios e squirt (ejaculação feminina). Elas também estão interessadas em ver sexo entre homens gays.

Ainda que o consumo de vídeos adultos tenha aumentado, alguns produtores de pornografia com perspectiva feminina, como a Erika Lust Film, investem ainda mais em um conteúdo adulto sob uma perspectiva feminina.

“Com certeza há um crescimento entre as mulheres, porque elas assistem pornografia, e toda a população mundial consome mais”, disse à BBC Mundo Pablo Dobner, diretor executivo e cofundador da empresa.

“Há uma demanda, mas a maioria das mulheres querem algo muito mais sincero, limpo e sexualmente inteligente em relação ao que é possível encontrar na maioria dos outros portais”, afirmou. 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS