Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$
VEJA

Dez pecados que você comete contra o seu cabelo

terça-feira, 19/11/2019, 08:48 - Atualizado em 19/11/2019, 09:21 - Autor: Metropoles


| Reprodução

Cuidar dos cabelos faz parte da rotina, mas, algumas vezes, o que pode parecer benéfico para os fios pode prejudicá-los. Hábitos comuns e aparentemente inocentes podem fazer com que o sonho do cabelo bonito e saudável transforme-se em um pesadelo de fios ressecados, quebrados ou cheios de frizz.

Veja dez pecados que você nunca deve cometer para garantir a saúde dos seus cabelos:

1. Esfregar o cabelo molhado com a toalha de banho

Este é um grande erro, pois os cabelos ficam muito mais frágeis quando estão úmidos. Assim, ficam mais suscetíveis a danos. “Em vez disso, aperte suavemente o cabelo com as mãos após a lavagem e faça o mesmo com uma toalha”, ensina a especialista.

2. Secar o cabelo com alta temperatura

Nos momentos de pressa, é tentador colocar a temperatura no máximo para otimizar a secagem. Esse é um erro que danifica bastante o cabelo. Lembre-se de que, quanto menor a temperatura, melhor para o cabelo. É melhor gastar cinco minutos a mais na secagem e ter um cabelo saudável do que economizar um tempo ínfimo, mas danificar os fios.

3. Secar e escovar os cabelos com eles ainda molhados

O cabelo é mais fraco e frágil quando está molhado. Portanto, escová-los ainda úmidos leva a quebras e danos. O ideal é escová-lo quando estiver 60% seco, caso contrário, poderá danificá-lo. Não comece a usar um secador de cabelo logo após o banho, mas aperte o cabelo cuidadosamente com uma toalha e aguarde pelo menos 15 a 20 minutos para deixar o cabelo secar. Em seguida, use um secador na temperatura mais baixa.

4. Lavar o cabelo com muita frequência

De acordo com a dermatologista, o cabelo pode ser lavado diariamente, desde que necessário, ou seja: quando há suor excessivo ou acúmulo de impurezas, por exemplo. O excesso de lavagens pode causar danos, ressecamento e quebra dos fios. As pessoas que gostam de lavar os cabelos todos os dias para sentir aquela sensação de limpeza devem usar diariamente apenas um shampoo suave e um condicionador reparador.

5. Usar shampoo seco sempre

Não é recomendado o uso do shampoo seco todos os dias, mesmo para as pessoas de cabelos oleosos, que sentem os fios sujos nos dias seguintes aos da lavagem. Isso porque a função desse tipo de produto é absorver o óleo. O problema é que, quanto mais ele absorve, mais óleo o couro cabeludo produz.

6. Não usar produtos que protegem os fios do calor

Se você faz uso de secador e/ou chapinha, é fundamental sempre aplicar um produto termoprotetor antes de secar os fios. Isso ajuda a protegê-los, mantendo o cabelo mais forte e saudável.

7. Pentear os cabelos com muita força

Escovar e pentear os cabelos com força excessiva pode criar estresse nas raízes do fio.

8. Não usar protetor solar nos cabelos

Os cabelos são expostos aos raios UV tanto quanto a pele, portanto também necessitam de protetor solar. O sol acaba queimando os fios e destruindo a fibra capilar. Por isso, é indispensável utilizar um produto específico para protegê-lo. O produto deve contar com ativos que criem um escudo resistente aos raios UV.

9. Fazer rabo de cavalo com o cabelo molhado

Como os fios ficam mais vulneráveis quando molhados, prendê-los pode levá-los à quebra. Além disso, dormir com ele molhado também não é uma boa ideia, pois causa estresse nos fios. E aos adeptos do rabo de cavalo, vale um alerta: tracionar demais o penteado pode causar alopecia de tração, que causa falhas nos fios.

10. Usar ferramentas sujas no cabelo

Certifique-se de limpar suas escovas de cabelo, pentes, presilhas, ou seja, tudo que entra em contato com os fios. Toda vez que você escova, você coleta sebo, detritos e sujeira do couro cabeludo. Logo, este passa a ser ótimo ambiente para o crescimento de bactérias. Ao reutilizar a escova suja, acaba reposicionando tudo de volta no seu cabelo”.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS