Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$
CUIDADOS

Quer manter o bom hálito mesmo quando está fora de casa? Confira as dicas!

segunda-feira, 04/11/2019, 15:36 - Atualizado em 04/11/2019, 15:36 - Autor: Redação


| Reprodução

A halitose, popularmente conhecida como mau hálito é um problema muito mais comum do que se pensa. Para ter uma ideia, dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) apontam que cerca de 40% da população mundial sofre com o problema. A condição além de prejudicar a saúde bucal, também interfere no convívio social, já que odor desagradável pode provocar repulsa e afastamento nas relações pessoais.

O que pode causar o mau hálito?

O dentista Gustavo Menegucci explica que mau hálito tem característica multifatorial, podendo ser origem fisiológica, amídalas e até respiratória — a exemplo de condições que obstruem as vias aéreas como denóides, rinites e sinusites. “É importante ressaltar que a maioria dos casos de halitose tem origem na cavidade bucal. Problemas relacionados ao estômago muito raramente interferem na condição do hálito alterado”, aponta.

Outro fator que também pode influenciar o mau hálito é o tempo fora de casa, já que o dia na rua às vezes é um verdadeiro inconveniente para a saúde bucal. Mas é possível evitar o mau hálito quando se está fora com medidas simples.  

Confira as dicas:

Carregue sempre um kit de higiene bucal

Não tem jeito, um dos métodos mais eficientes para eliminar os germes causadores do mau hálito é mantendo a rotina de higiene bucal em dia. “Apesar de muitos aderirem ao enxaguante bucal, ou até mesmo a balas, essas artimanhas não substituem a higiene. Às bactérias se alimentam de restos de comida, que só são eliminados com escovação e fio dental”, alerta.

Por isso o ideal é carregar um kit na bolsa para que a higiene possa ser feita de maneira rápida, no banheiro mais próximo e sem comprometer a rotina.

Beber bastante água

Quando há menor produção de saliva, a halitose tende a se manifestar, por isso Menegucci recomenda a ingestão de pelo menos dois litros de água durante o dia. “Nesse período a  boca pode ficar seca e consequentemente, o hálito pode ficar muito mais forte, portanto a recomendação é simples: manter a região constantemente úmida e hidratada”, diz o especialista.

Evite alguns alimentos

Cebola e alho são alguns exemplos de alimentos odoríferos que causam mau hálito. “Insumos ricos em proteínas e gordura animal também devem ser evitados, como salame e queijos amarelos”, conta. Menegucci aponta ainda que nem todos os alimentos são vilões, alguns inclusive ajudam a manter um hálito saudável, por conterem substâncias antibacterianas, a exemplo do chá verde.

(Com informações da Assessoria) 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS