Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$
ESTATÍSTICA MUNDIAL

Pesquisa revela que a cada 11 segundos uma mãe ou um bebê morre no parto

quinta-feira, 19/09/2019, 18:21 - Atualizado em 19/09/2019, 18:21 - Autor: Redação


| Reprodução

Uma pesquisa divulgada pela Organização das Nações Unidas (ONU), nesta quinta-feira (19), mostrou um quadro preocupante: uma mãe morre no parto ou um bebê em seu nascimento a cada onze segundos no mundo. 

"Em países que fornecem serviços de saúde seguros, acessíveis e de alta qualidade para todos, mulheres e bebês sobrevivem e prosperam", afirmou o chefe da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Apesar de ser um dado assustador, Tedros afirma que relatórios de várias agências da ONU, incluindo Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), apresentam um progresso real em nível global na redução do número de mortes de mulheres grávidas, novas mães e bebês.

De acordo com as pesquisas, se fizermos uma comparação entre o ano passado e o início do século passado, houve uma redução pela metade no número de crianças menores de cinco anos. No ano passado, foram registradas 5,3 milhões de óbitos. Somente em 20018, cerca de 7 mil recém-nascidos perderam a vida diariamente. 

Já o número de mulheres que morrem como resultado de complicações durante a gravidez ou o parto teve uma queda de mais de um terço: 295 mil em 2017 contra 451 mil em 2000. Apesar disso, foram registradas cerca de 800 morte por dia dois anos atrás. 

No total, cerca de 2,8 milhões de mulheres grávidas ou em trabalho de parto e recém-nascidos morrem a cada ano. Na maioria dos casos, isso pode ser evitado. 

"O nascimento é um evento alegre em todo o mundo, mas a cada 11 segundos um nascimento se torna uma tragédia familiar", disse a chefe do Unicef, Henrietta Fore.

(Com informações do UOL) 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS