Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$
CUIDADOS

Saiba como evitar lesões durante a prática da corrida de rua 

quinta-feira, 22/08/2019, 17:40 - Atualizado em 22/08/2019, 17:40 - Autor: Redação


| Reprodução

A corrida de rua é um esporte popular entre os brasileiros, mas ao contrário do que muitos acreditam, não é apenas escolher um tênis e sair correndo. Uma prática imprudente pode levar a diversas lesões, como é o caso da entorse de tornozelo e do esporão de calcâneo, muito comuns entre os atletas dessa categoria. Quem afirma é o médico ortopedista com especialização em pé e tornozelo, Bruno Massa.

Para tirar suas dúvidas, o especialista respondeu os questionamentos mais comuns de quem pratica a modalidade:

Entorse de tornozelo é comum em quem corre?

Sim, é comum, principalmente quando há algumas irregularidades do piso. Na corrida de rua eventualmente o atleta passa por locais com desníveis, lombadas e valas e isso pode sim causar uma entorse.

Como tratar?

Depende muito de quais estruturas foram lesadas, mas em geral envolve imobilização, controle do inchaço e da dor na fase inicial. Depois, manter a imobilidade do tornozelo, fortalecer a musculatura e, por último, voltar gradativamente aos treinos, dando atenção ao equilíbrio do corpo com exercícios voltados ao core e à propriocepção.

E por que trabalhar o core? Porque não adianta você trabalhar só o equilíbrio distal se o equilíbrio proximal, que é do nosso tronco, não está adequado. E claro, em alguns casos mais raros de entorse de tornozelo é obrigatório o tratamento cirúrgico. Para tratar é importante ter um médico que acompanhe.

Prevenção

Para evitar faz-se um treinamento prévio. Por isso é importante trabalhar o core e a propriocepção, ou seja, o equilíbrio do corpo. E deve fazer parte do treinamento de todo atleta que corre na rua. Isso é fundamental.

Esporão de Calcâneo o que é e como lidar com esse desconforto?

O esporão de calcâneo é uma inflamação que acomete estrutura chamada fáscia plantar e ele é muito comum em quem corre em especial quem tem encurtamento da musculatura da panturrilha. A fascite plantar ou esporão, em geral melhora com fisioterapia associada a um calçado protetor, mas é importante ter certeza do diagnóstico para o tratamento ser mais efetivo.

Como tratar?

Trata-se com controle de dor e alongamento, basicamente. Demora um tempo e, às vezes, usa-se uma calcanheira para ajudar na dor, e raramente opta-se por cirurgia.

Prevenção

Uma das causas do esporão é o encurtamento da musculatura da panturrilha. Nesse sentido, o alongamento é a melhor opção. Além disso, a atividade repetitiva da corrida também pode causar a inflamação. Usar um calçado adequado faz a diferença, ele precisa ter um bom amortecimento. Em lojas especializadas em materiais esportivos há pessoas preparadas para ajudar nessa escolha, mas a recomendação é um sapato mais firme. Ser firme não quer dizer que seja duro, pelo contrário. O importante é que consiga distribuir melhor a pressão na hora da corrida.

(Com informações da Assessoria)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS