Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
PARLAMENTO

Deputado Chicão assume a presidência da Assembleia Legislativa

O deputado estadual Francisco Melo tomou posse ontem, junto com a nova composição da mesa diretora. O ano legislativo será iniciado hoje, com a leitura da mensagem do Executivo feita pelo governador Helder

terça-feira, 02/02/2021, 07:43 - Atualizado em 02/02/2021, 07:43 - Autor: Carol Menezes


Ato de posse foi realizado na sala da presidência apenas com a presença de parlamentares
Ato de posse foi realizado na sala da presidência apenas com a presença de parlamentares | Irene Almeida/Diário do Pará

Pela primeira vez um servidor efetivo da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa) assume o posto máximo da casa. Francisco Melo, o Chicão, deputado estadual pelo MDB atualmente no quarto mandato, já é o presidente do parlamento pelos próximos dois anos. Eleito por unanimidade em dezembro, ele tomou posse ontem ( 1º), junto com a nova composição da mesa diretora, com Antônio Tonheiro (PL) na primeira vice-presidência; Michele Begot (PSD) na segunda vice-presidência; Nilse Pinheiro (Republicanos) como primeira-secretária; Dilvanda Faro (PT) como segunda-secretária; Victor Dias (PSDB), terceiro-secretário; e, por fim, Hilton Aguiar (DEM) assume o cargo de quarto-secretário. O ano legislativo será iniciado oficialmente hoje, com a leitura da mensagem do Executivo aos deputados, feita pelo próprio governador Helder Barbalho (MDB).

O ato foi realizado dentro da Sala da Presidência, somente com a presença dos parlamentares, e transmitida pela internet. Funcionário da Alepa desde 1985, Chicão trabalhou no setor de Contabilidade e depois no de Saúde, e disse entender sua ascensão à presidência como um processo longo de construção. “Fui militante estudantil, militante sindical, vereador, vice-prefeito, secretário de Estado. Agradeço ao governador, aos colegas de parlamento e espero ter sabedoria e equilíbrio para conduzir a casa”, declarou.

Ele voltou a reforçar que deseja estar à frente de um trabalho coletivo, em sintonia com os demais poderes, priorizando qualidade, eficiência e transparência. E ainda que o maior desafio a ser enfrentado é mesmo a pandemia. Hoje, após a sessão plenária, os deputados se reúnem para decidir, de forma colegiada, como serão os trabalhos na Alepa diante das restrições impostas em função do aumento de casos do novocoronavírus no Estado.

“Este é um poder aberto, mas não pode haver aglomeração. Vamos adotar os limites recomendados. A pandemia mudou conceitos e queremos adequar a Assembleia Legislativa para enfrentar esses e outros desafios. Precisa colocar nossas funções e os processos legislativos disponíveis de forma on-line para que a população acompanhe, para que a Alepa chegue a qualquer lugar do mundo”.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS