Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$

Notícias / Cursos & Empregos

EDUCAÇÃO

ProUni oferta 4.311 bolsas no Pará

Para o Estado são ofertadas na primeira seleção deste ano 2.971 integrais e 1.340 parciais. Confira quais são os requisitos necessários para tentar obter uma bolsa de estudo do programa em todo o Brasil

segunda-feira, 11/01/2021, 07:13 - Atualizado em 11/01/2021, 07:41 - Autor: Agência Brasil


Em todo o país as instituições particulares de ensino superior que aderiram ao ProUni ofertam 162.022 bolsas de estudo
Em todo o país as instituições particulares de ensino superior que aderiram ao ProUni ofertam 162.022 bolsas de estudo | Marcello Casal/Agência Brasil

As instituições particulares de ensino superior que aderiram ao Programa Universidade para Todos (ProUni) ofertam 162.022 bolsas de estudo na primeira seleção de 2021. Gestor do programa, o Ministério da Educação (MEC) informou que, deste total, 76.855 serão bolsas integrais e 85.167 parciais, com 50% de desconto sobre o valor do curso. No Pará são 4.311 bolsas, sendo 2.971 integrais e 1.340 parciais.

A relação das instituições e dos cursos disponíveis pode ser consultada na página do programa, na internet. Também é possível pesquisar as opções ofertadas por cidades e por tipo de bolsa (integral e parcial), modalidade (presenciale a distância).

As inscrições começam nesta terça-feira (12) e se encerram na sexta-feira (15). De acordo com o MEC, os estados com o maior número de bolsas ofertadas são: São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul.

Para concorrer às bolsas integrais, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal de até 1,5 salário mínimo por pessoa. Para as bolsas parciais, a renda familiar bruta mensal deve ser de até 3 salários mínimos por pessoa. É preciso ainda que o candidato tenha feito a edição mais recente do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), tenha alcançado, no mínimo, 450 pontos de média das notas e não tenha tirado zero na redação.

Além disso, é necessário que o interessado tenha cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou da rede privada, desde que na condição de bolsista integral. Professores da rede pública de ensino também podem disputar uma bolsa – neste caso, não se aplica o limite de renda exigido dos demais candidatos.

Como o resultado do Enem do ano passado só será divulgado após o término do processo seletivo, neste semestre, excepcionalmente, os interessados serão selecionados de acordo com as notas do Enem de 2019. O MEC pretende aplicar as provas do Enem a partir do próximo dia 17, mas algumas entidades, como a União Nacional dos Estudantes (UNE) e a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), tentam obter, na Justiça, o adiamento das provas em virtude dos reflexos da pandemia de Covid-19.

O resultado da primeira chamada será divulgado no dia 19 deste mês. O ProUni oferece ainda duas oportunidades para os candidatos concorrerem às bolsas de estudo, que são a segunda chamada e a lista de espera. O cronograma completo também pode ser consultado na página do programa.

 

 


Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS