Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$

Notícias / Cursos & Empregos

CENSO 2020

Pará tem 6900 vagas de emprego para o IBGE 

Os editais foram publicados para os cargos de agente censitário, com salários que podem chegar a até R$ 2,1 mil, em todo o Brasil. A exigência é de nível fundamental ou médio

sexta-feira, 06/03/2020, 07:58 - Atualizado em 06/03/2020, 07:57 - Autor: Da redação, com JC Concursos e Folhapress


O prazo de contratação para agentes censitários será de cinco meses
O prazo de contratação para agentes censitários será de cinco meses | Divulgação

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) abriu ontem inscrições para concurso com mais de 200 mil vagas temporárias, para trabalho no Censo Demográfico de 2020. As vagas têm duração prevista de três meses a cinco meses e salários de até R$ 2.100. Por meio de Processo Seletivo Simplificado (PSS), serão contratados agentes censitários supervisores (ACS), agentes censitários municipais (ACM) e recenseadores. Só no Pará, 6.945 vagas estão disponíveis, sendo a maior quantidade para o cargo de Recenseador, com 6.024.

Os contratados vão trabalhar na coleta de informações do Censo, a maior pesquisa feita pelo instituto, que visita a cada dez anos todos os domicílios do país, para traçar um retrato da população brasileira.

Por isso, há vagas em todo o Brasil. São três tipos de oportunidades: para o cargo de agente censitário municipal, o responsável de coleta, serão contratados 5.462 pessoas, com salário de R$ 2.100. Para agente censitário supervisor, são 22.676 vagas, com salário de R$ 1.700. Para esses dois postos o IBGE exige estudo de nível médio.

A previsão é que o trabalho dure cinco meses, mas se houver necessidade e dinheiro, o prazo pode ser estendido. Os aprovados serão convocados no dia 15 de junho. As vagas restantes são para recenseador, o responsável pela coleta das informações nos municípios. Neste caso, o salário será por produtividade, de acordo com o número de domicílios visitados.

Por isso, o cargo não tem cumprimento de carga horária -o IBGE recomenda 25 horas semanais. O prazo de contratação será de cinco meses, também com possibilidade de extensão. Podem concorrer candidatos que tiverem completado o nível fundamental e as convocações serão a partir de julho, para treinamento antes de ir a campo realizar a pesquisa.

PROVAS

As provas objetivas serão aplicadas no dia 17 de maio para agente censitário e no dia 24 de maio para recenseador. O exame acontecerá em 26 estados e no Distrito Federal - para recenseador serão 5.569 cidades e, para agente, 4.612 municípios. Para candidatos a recenseador, a prova contará com 50 questões, sendo 10 de língua portuguesa, 5 de ética no serviço público, 10 de matemática e 25 de conhecimentos técnicos.

Quem se candidatar a agente será submetido a dez questões de língua portuguesa, dez de raciocínio lógico quantitativo, cinco de ética no serviço público, 15 de noções de administração/ situações gerenciais e 20 de conhecimentos técnicos. O Censo compreende um levantamento minucioso de todos os domicílios do país. Nos meses de coleta de dados e supervisão, os recenseadores visitam milhões de domicílios nos 5.565 municípios brasileiros para colher informações sobre quem somos, quanto somos, onde estamos e como vivemos.

INTERNET

Como se inscrever

A taxa de inscrição para a função de nível médio é de R$ 35,80 e R$ 23,61 para nível fundamental.

As inscrições estão abertas até 24 de março, somente pela página da banca organizadora do processo seletivo.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS