Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Notícias / Cursos & Empregos

ORIENTAÇÕES

ENEM 2019: como descansar e se alimentar para a prova; veja as dicas

quinta-feira, 07/11/2019, 07:35 - Atualizado em 07/11/2019, 07:35 - Autor: Jornal dos Concursos


As muitas horas de prova requer concentração e para isso tem que se preparar
As muitas horas de prova requer concentração e para isso tem que se preparar | Arquivo

Conforme se aproxima o segundo dia de prova do Enem 2019, aumenta a preocupação de muitos estudantes sobre como revisar conteúdos e se vale a pena continuar estudando na véspera. O JC Concursos conversou com especialista em educação sobre algumas estratégias que poderão ajudar a potencializar o aprendizado do candidato, com objetivo de conseguir uma boa pontuação no exame.

O segundo dia de provas do Enem 2019 abordará Ciências da Natureza e Matemática. Confira todas as dicas sobre o Exame Nacional do Ensino Médio na página específica sobre o exame. A previsão é de que o gabarito oficial do Enem seja publicado em 13 de novembro.

Por ser elaborada com base em uma matriz de habilidades e competências, na prova do Enem os alunos sempre são colocados diante de situações-problema. “São fatores que os desafiam a mobilizar recursos e saberes, entre outros aspectos, que podem auxiliar na resolução das questões”, explica Welington Nunes Souza, coordenador de ensino médio do Colégio Marista Arquidiocesano.

CABEÇA

Ainda de acordo com o docente, esse também pode ser o período de maior índice de estresse e ansiedade que os jovens podem enfrentar no Enem 2019. “Por isso, é importante lembrar que manter a mente alerta e o corpo saudável contribui para o sucesso nesta empreitada”, reforça o professor.

Consumir alimentos ricos em nutrientes e vitaminas, priorizando produtos in natura e evitando processados, ativa a memória, melhora a concentração e ainda colabora para um sono mais tranquilo.

A combinação de uma rotina intensa de estudos, revisão e simulados de provas, a pressão da tomada de decisão e o medo do futuro geram sintomas como irritação, cansaço e insônia e isso se intensifica ainda mais com a aproximação dos dias de provas. Muitos ainda deixam de se divertir e praticar atividades que geram prazer, o que pode contribuir para agravar esses sintomas. “A preparação não está relacionada somente aos conteúdos que serão avaliados, mas também à consciência que os estudantes têm sobre si e sobre os obstáculos que estão à frente”, aponta Souza.

 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS