Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$

Notícias / Cursos & Empregos

DICAS

Equilíbrio emocional pode ser decisivo para realizar boa prova no Enem

quinta-feira, 31/10/2019, 11:04 - Atualizado em 31/10/2019, 11:25 - Autor: Assessoria


Psicólogo dá dicas para controlar a ansiedade e o nervosismo
Psicólogo dá dicas para controlar a ansiedade e o nervosismo | Divulgação

Somente no Estado do Pará foram realizadas mais de 350 mil inscrições para fazer as provas do Enem, que neste ano ocorrem nos dias 3 e 10 de novembro. Na fase de preparação para realizar o exame, muitos estudantes se sentem pressionados e a ansiedade pode se manifestar de diversas formas físicas, através de dores de cabeça, transpiração e aceleração cardíaca, por exemplo. Cuidar da saúde física e mental, principalmente nesta reta final de preparação, é essencial para ter um bom desempenho.

Inep embarca no sucesso da caneta para orientar participantes do Enem

Enem: mais de 1 milhão de inscritos ainda não sabem o local da prova

Sabe como são elaboradas as questões do Enem? Veja aqui!

Faltando poucos dias para as provas, os candidatos precisam controlar a ansiedade e o nervosismo, que apesar de ser uma reação natural do organismo, em excesso, pode atrapalhar. O Psicólogo do Hapvida, Fabrício Vieira, fala sobre a importância do equilíbrio emocional para que os candidatos possam se sair bem nas provas e comenta sobre o apoio da família, “A família é fundamental neste momento, é essencial manter um canal de diálogo aberto. Os pais devem mostrar que estão do lado de seus filhos, torcendo e apoiando. Por isso, é muito importante sempre usar palavras de incentivo”, comenta.

Para controlar a ansiedade, o psicólogo aconselha mudar alguns hábitos comportamentais, como ter pensamentos otimistas, fazer atividades físicas, não deixar a emoção dominar, e dá mais dicas: “Nas vésperas da prova, é importante relaxar, reforçar apenas os pontos principais do conteúdo estudado, se alimentar bem, deixar tudo organizado, fazer algo relaxante, como controlar a respiração e dormir cedo. Seguir essas dicas pode ajudar a mente e o corpo, garantindo o sucesso na realização das provas”, ressalta.

É importante reconhecer que enfrentar uma prova, competição e desenvolver novos hábitos são situações que ativam as estruturas responsáveis pela sensação de ameaça e isso acontece com qualquer pessoa. Os sintomas da ativação dessa região do cérebro são: falta de foco, procrastinação e preguiça, alterações no sono e apetite, ansiedade, dentre tantos outros que podem evoluir da fadiga para estresse crônico até a chegada das provas.

Diante disso, é preciso definir pequenos objetivos, estabelecer pequenas metas de estudo pode ser uma boa estratégia para ter uma boa performance, tanto na preparação quanto nas provas.

 

Para relaxar

 

- A meditação tem várias comprovações científicas sobre os seus benefícios também na saúde mental, sendo assim, a meditação é uma boa prática para qualquer momento da vida;

- Respirar “com a barriga”, o mais natural possível. É o tipo de respiração dos bebês, utilizando o músculo chamado diafragma. Inspire como se fosse encher a barriga de ar, isto faz que o diafragma se contraia e o volume de ar nos pulmões aumente. Expire, contraindo a barriga até o ponto inicial, isto faz o diafragma se expandir e esvaziar eficientemente os pulmões. Repita este ciclo imprimindo um ritmo em torno de 5 a 6 respirações por minuto, gradualmente saindo de um padrão mais acelerado e superficial para um padrão mais suave e profundo. Faça este exercício diariamente, no mínimo durante 5 minutos, sendo o ideal uns 10 minutos por treino respiratório. Pode praticar esta respiração para baixar a ansiedade ou nível de estresse antes de atividades em que você precise estar calmo e atento.

 

Para manter o foco

 

-  Tenha em mente as razões pelas quais você escolheu enfrentar esse desafio – o curso, a faculdade. Analise com profundidade se esse objetivo é realmente seu – não é para seus pais, sua família ou qualquer outra pessoa;

-Busque a sua aprovação pela sua realização pessoal. Seus pais ficarão felizes, sim. Mas se você colocar o peso da responsabilidade pela felicidade deles na sua prova, aumentará a pressão e a ansiedade. Procure conversar com eles sobre o assunto e libertar-se de “misturar” seus afetos com a prova. É importante não condicionar o seu valor como pessoa ao resultado da prova. Se isso acontece, o gasto de energias para a preparação é muito maior.

 

Na véspera das provas:

 

- Reforce apenas os pontos principais do conteúdo estudado;

- Revise apenas as questões dos anos anteriores;

- Deixe tudo organizado: documentos, caneta, lanche etc

- Alimente-se bem;

- Faça algo relaxante para sua mente e seu corpo;

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS