Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$

Notícias / Cursos & Empregos

CARREIRA

Saiba porque cuidador de idosos é considerada a profissão do futuro

segunda-feira, 30/09/2019, 23:28 - Atualizado em 30/09/2019, 23:28 - Autor: DOL


| Reprodução

No dia 1º de outubro celebra-se no Brasil o Dia do Idoso, uma data para importantes reflexões sobre como a sociedade está lidando com o envelhecimento da população como um todo.

Em pouco mais de 10 anos, segundo dados do Ministério da Saúde, o Brasil terá mais idosos do que o total de crianças entre zero e 14 anos. De acordo com as estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2030 um quinto da população brasileira terá 60 anos de idade ou mais. Atualmente, o país figura entre as cinco maiores populações de idosos do mundo.

Hospital Galileu abre inscrições para curso de Cuidador de Idoso

Nos últimos anos, este visível – e comprovado – envelhecimento da população brasileira gerou um nicho de trabalho bastante promissor, o de cuidador de idosos, a ocupação que mais cresce no país segundo dados oficiais. Entre 2007 e 2017, a função passou de 5.263 para 34.051 empregados (alta de quase 550%), conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Em relação à procura, os cursos de formação de cuidadores de idoso tiveram um aumento de 84% em 2018, quando comparados aos dados de 2017.

O cenário evidencia duas conclusões. A primeira: a demanda por serviços e produtos voltados a idosos tem crescido e tende a seguir em alta, tornando a área extremamente atrativa para quem está ingressando ou pretende ingressar no mercado nos próximos anos. E a segunda: além de empatia, paciência e dedicação, os interessados em atuar nesta área precisam de habilidades técnicas que só podem ser adquiridas em uma formação profissional. 

Para quem pretende qualificar-se para a atividade, os cursos ensinam noções de enfermagem (como práticas adequadas no manejo de medicamentos, higiene pessoal, colocação de sondas, cuidados com curativos), além de um apanhado importante sobre a legislação no que envolve idosos e a promoção da saúde.

O aprimoramento de conhecimentos na área de saúde e bem-estar está entre os diferenciais do curso profissionalizante, que também prevê o ensino de atividades físicas e recreativas especiais, com noções de psicomotricidade, exercícios respiratórios, acomodação de acamados e treinamentos de equilíbrio. 

(Com informações de divulgação)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS