Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$

Notícias / Cultura

Cultura

Artistas apontam irregularidades em conferência

sexta-feira, 23/08/2013, 07:41 - Atualizado em 23/08/2013, 07:41 - Autor:


Um grupo de manifestantes ocupou na manhã de ontem o hall da Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel), localizada na Praça Frei Caetano Brandão. O protesto se deu contra supostas irregularidades ocorridas durante a IV Conferência Municipal de Cultura.


De acordo com Valcir Santos, representante do Fórum Municipal de Cultura e professor da Universidade Federal do Pará (UFPA), a Fumbel teria divulgado uma lista de delegados diferente dos que haviam sido eleitos durante o evento ocorrido em Belém entre os dias 10 e 11 de agosto.


“Elegemos 28 delegados, número registrado na ata da Conferência. Mas no documento enviado pela Fumbel para o MinC (Ministério da Cultura) constam apenas 24 delegados. Foram omitidos justamente os seis representantes do Fórum Municipal de Cultura e dos movimentos culturais”, afirma.


Formado por artistas, produtores e entidades da sociedade civil organizada, o Fórum Municipal de Cultura ganhou força durante as discussões da Comissão de Cultura da Câmara de Vereadores para a implementação da Lei 8.943/2012, conhecida como Valmir Bispo dos Santos. Dentre outras coisas, a lei estabelece um plano de políticas públicas para a capital paraense para um período de dez anos e um orçamento fixo para a cultura, em torno de 2% da planilha da Prefeitura. Aprovada no dia 24 de julho de 2012, a lei já foi regulamentada pelo prefeito Zenaldo Coutinho no dia 17 de março, e agora espera pela efetivação.


Após muito barulho e batucada, o grupo de artistas conseguiu protocolar um ofício junto a Prefeitura cobrando uma reunião com a comissão organizadora da IV Conferência Municipal de Cultura de Belém. Eles estudam também entrar com um mandato de segurança para garantir que os nomes inscritos na ata participem da 3ª Conferência Estadual de Cultura, que acontecem nos dias 11 e 12 de setembro.


A etapa Estadual será um espaço destinado ao encontro entre a sociedade civil e representantes do governo, com o objetivo de escolher delegados e propostas para a 3ª Conferência Nacional de Cultura que acontece em Brasília entre os dias 26 e 29 de novembro. Tanto a etapa municipal quanto a estadual funcionam como pré-requisitos do MinC para que o Pará participe da Conferência Nacional.


O outro lado 


Segundo Heliana Jatene, presidente da Fumbel, não existem irregularidades na indicação dos nomes. “Tudo está dentro dos conformes, de acordo com o que exigia o MinC. Na verdade estou até agora tentando entender o motivo do protesto. Vamos entrar em contato com os manifestantes que protocolaram o documento para uma conversa”, disse.


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS