Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$

Notícias / Cultura

Cultura

Mais cinco finalistas são escolhidos em festival

quinta-feira, 15/08/2013, 07:48 - Atualizado em 15/08/2013, 07:48 - Autor:


A noite da segunda eliminatória do V Festival de Música Popular Paraense foi do samba. Com a participação de nomes conhecidos da cena musical como Gigi Furtado, Sérgio Leite, Andrea Pinheiro e o vencedor da edição do ano passado, Arthur Espíndola. O evento ocorreu ontem na Fazenda Show, que esteve lotada.


Torcidas organizadas com balões em punho e muito fôlego se aconchegaram em frente ao palco enquanto os artistas defendiam suas canções. A cada entrada gritos de apoio ecoavam por toda a área. “Estamos aqui para dar essa força mesmo, mostrar que valorizamos o trabalho dela e que gostamos do som que ela faz”, contou a administradora Rafaela Oliveira, 27, que foi prestigiar a apresentação de Larissa Leite, intérprete e compositora do samba “Rua Caldeirão”.


A surpresa da noite foi a apresentação de Deia Palheta. A cantora subiu ao palco com o grupo parafolclórico Iaçá para defender a toada “Ecoar de Gaia”, uma crítica ao desmatamento e ao crescimento desordenado Amazônia adentro. Em baixo do palco, enquanto ela cantava, um grupo de danças indígenas se apresentava e a torcida levantava um cordão de paneiro que simbolizava a lenda da cobra grande. A artista foi ovacionada ao final da apresentação.


A veterana Gigi Furtado, premiada na edição do ano passado com o título de melhor intérprete, lembra que além de ser um momento de apresentar o trabalho é também um momento de encontro. “Hoje sou uma nervosa pelos corredores”, contou pouco antes do início das apresentações. Ela interpretou o afro-samba “Samba Santo”, composição de Enzio Oliveira e José Maria. “Eu já era uma apaixonada por esta canção, cheguei a gravá-la e fui chamada de surpresa por eles. Topei, tudo que tem samba mexe comigo”, confessa Gigi.


O primeiro a subir ao palco foi Sérgio leite, autor de “Inesperado”, “uma balada romântica que conta a trajetória de alguém que perdeu um amor e que reencontrou um novo”, conta o cantor. A canção estaria no novo trabalho dele, mas ficou de fora.


O V Festival de Música popular Paraense é uma realização da RBA em parceria com a Vale, organizado por Edgar Augusto e Marco Eventos. Para celebrar a última eliminatória antes da grande final, o evento contou com a presença do diretor geral do grupo RBA, Camilo Centeno, e do gerente de relações com a comunidade da Vale, Paulo Ivan Campos.


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS