Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$

Notícias / Cultura

Cultura

Black Soul Samba faz homenagem ao Samba Rock

quinta-feira, 04/07/2013, 20:10 - Atualizado em 04/07/2013, 20:31 - Autor:


Nesta sexta-feira (5) a Black Soul Samba faz um “Tributo ao Samba Rock” com um show especial do produtor e compositor Donatinho (RJ) e o músico Mg Calibre (PA). A festa será no bar Palafita, a partir das 21h, com ingressos a 15 reais, com meia entrada para estudantes. A noite também terá os DJ's do coletivo Black Soul Samba formado por Uirá Seidl, Kauê Almeida, Homero da Cuíca, Fernando Wanzeller e Eddie Pereira, que tocarão muito samba rock, trazendo nos set´s, nomes como Jorge Ben Jor, Seu Jorge, Trio Mocotó, Os Originais do Samba, Wilson Simonal e Farufyno.


"A Black Soul Samba tem uma identificação muito forte com o samba rock. Já tinhamos feito uma homenagem específica ao estilo, em 2011, com o grupo Sambiose e agora vamos mais uma vez escancarar essa influência em comum em todos os dj´s da black, o samba rock, ou sambalanço, como uma autêntica criação brasileira, surgida nos anos 70, graças a artistas como Bebeto, Erlon Chaves, Jorge Ben e Trio Mocotó, dentre muitos outros", diz o DJ e produtor Uirá Seidl. O repertório do show de Donatinho e Mg Calibre trará muita música popular brasileira, samba rock, Jorge Ben, Bebeto, Os Originais do Samba e outros sons. Eles contarão com os convidados especiais Edvaldo Anaisse (bateria), Daniel Dú Blues (guitarra e vocal), Juliana Sinimbú, Arthur Espíndola e Liege.


Donatinho é um jovem artista que toca desde cedo. Autodidata ele começou a tocar piano aos nove anos de idade, sempre influenciado pelo pai, o famoso pianista, compositor e arranjador João Donato. O produtor já tocou com artistas como Vanessa da Mata, Ana Carolina, Sly & Robbie, Fernanda Abreu, João Donato, Paralamas do Sucesso, Gilberto Gil, Djavan, Davi Moraes, Celso Fonseca e Toni Garrido. Ele participa do grupo Afrobeat Abayomy Orquestra e do Fino Coletivo.“Sempre participei de projetos que tentam resgatar o samba rock, esse é um tipo de música linda, bom demais, feita para dançar e todo mundo gosta, né?”, diz Donatinho.
Já Mg Calibre é além de contrabaixista, produtor, arranjador e compositor. Toca com nomes como Rafael Lima, Metaleiras da Amazônia, Lia Sophia, Cabloco Muderno, Felipe Cordeiro e Dona Onete. Em 2005 lançou seu primeiro disco, “Brazzonia”, com temas instrumentais e composições próprias. Toada, carimbó, samba do cacete e outros ritmos regionais ganham levadas jazzísticas pelas mãos do músico.Falando sobre seus projetos atuais Mg Calibre revela algumas coisas que vem por aí e que prometem arrancar muitos elogios. “Atualmente estou produzindo o primeiro álbum da banda Enquadro e Metaleiras da Amazônia. Além disso, estou finalizando o primeiro álbum do Grupo Cabloco Muderno participando como baixista, cantor e compositor”, conta o artista.


O samba rock e seu charme- O Samba rock é um tipo de dança que surgiu da criatividade dos frequentadores dos bailes em casas de família e salões da periferia de São Paulo no final da década de 60 misturando os movimentos do rock and roll com os passos do samba ao som das equipes a despeito deste ou daquele ritmo importando tão somente o tempo da musica em relação à dança.


Na primeira metade da década de 70 foi chamado por diversos nomes como Sambalanço, Swing, Rock Samba e finalmente Samba rock por causa do lançamento da primeira coletânea que tinham músicas tocadas nos bailes de samba rock e regravadas especialmente para estes bailes.
A primeira coletânea lançada em 1977 e que se chamava “Samba Rock o Som dos Black`s” deu inicio a uma nova era onde eram regravados vários sucessos de bailes da época fazendo com que fosse mais fácil o acesso a essas musicas que até então eram difíceis de se encontrar. As disputas entre os dançarinos de samba rock seguiam os mesmo moldes do filme “Embalos de sábado à noite” com um júri técnico formado pelos melhores dançarinos da época. As regras e o formato destes festivais variavam de bairro para bairro ou mesmo vila para vila.


Serviço


O Black Soul Samba faz um “Tributo ao Samba Rock” na sexta (5), a partir das 21h, no Palafita (rua Siqueira Mendes, 264, ao lado da Casa das Onze Janelas, Cidade Velha). Ingresso: R$15, com meia entrada para estudantes.


(DOL, com informações da jornalista Monique Malcher) 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS