Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$

Notícias / Cultura

Cultura

Jovens realizam documentário sobre romaria fluvial

sábado, 29/06/2013, 11:44 - Atualizado em 29/06/2013, 11:44 - Autor:


A tradicional romaria fluvial de São Pedro, em São Caetano de Odivelas hoje será objeto de exercício para os jovens que participam das oficinas de audiovisual do projeto Olhar Odivelas, no município. Os alunos vão participar do evento, que comemora o dia do padroeiro dos pescadores, com o olhar, não apenas de romeiros, mas de cineastas e produtores cinematográficos. 

Munidos com de câmeras digitais, eles vão participar da romaria produzindo vídeos, os chamados web documentários - pequenos documentários para serem veiculados na internet. Essa será uma forma de aplicar o que já aprenderam nas oficinas ministradas pelo projeto em quatro finais de semana.

No último final de semana, a oficina de “Web e Mídias Sociais”, ministrada pelo analista de sistemas de computação Rafael Tavares, abordou o universo da internet, desde a criação da rede até as ferramentas atuais mais populares aos usuários. Aprenderam como utilizar os recursos das mídias sociais como instrumento de divulgação de trabalhos e projetos pessoais ou da comunidade em que vivem.

Agora, além dos exercícios práticos de realização de vídeos, a turma vai fazer a revisão do roteiro do filme de ficção de curta-metragem, desenvolvido na oficina de roteiro, e iniciar a fase de pré-produção. O filme vai contar a história de um tirador de caranguejo que ao sair para um dia de trabalho, passa por uma experiência inusitada que o leva a uma verdadeira prova de fé e coragem. As filmagens devem ser realizadas em meados de julho.

O projeto Olhar Odivelas é um programa de oficinas audiovisuais que tem o objetivo de mostrar na prática todas as etapas da produção de um filme, seja com poucos recursos ou para quem está fora de um grande centro. Desenvolvido pela jornalista, documentarista e produtora cultural Angela Gomes, o projeto tem patrocínio do Banco da Amazônia, além de apoio da Secretaria de Cultura de São Caetano.

(Diário do Pará com assessoria)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS