Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$

Notícias / Cultura

Cultura

Festival de música inscreve até domingo

sábado, 29/06/2013, 10:52 - Atualizado em 29/06/2013, 10:57 - Autor:


O sonho de qualquer integrante de banda é sair da garagem e se apresentar ao grande público. Em Belém, a cena autoral possui espaços cativos para emplacar shows. É o caso do Café com Arte e outros barzinhos da cidade. Mas são os festivais, a exemplo do renomado “Se Rasgum” que atraem massivamente os grupos musicais de toda parte do estado. O CCAA Fest integra este circuito e ajuda a alavancar a carreira dos grupos vencedores. E a edição deste ano inscreve até amanhã. 


Para ser classificada e garantir a execução da música inscrita ao vivo para o corpo de jurados, a banda precisa passar pelo crivo da organização, que além de avaliar a qualidade e o ineditismo da música, será necessário provar performance fora dos palcos, como uma atuação relevante nas redes sociais, por exemplo. Até a edição do ano passado, todas as bandas inscritas seguiam para a fase de audição, o que segundo a organização gerava um grande volume de material. 


Desta vez, apenas 45 estarão nas audições. Por isso, já no ato da inscrição, a banda deve postar, além da música que irá concorrer ao festival, duas outras, que ao lado do release da banda, serão avaliados pela comissão julgadora e contam pontos para a classificação. A ideia é valorizar também a trajetória das concorrentes.


Só uma coisa não mudou. Os prêmios das finalistas continuam sendo aqueles cobiçados por todas as bandas, como gravação e prensagem de 1.000 cópias do CD da banda vencedora, ofertada pelo selo NA MUSIC. O segundo lugar vai gravar um videoclipe ofertado pelo Studio Pub, enquanto o terceiro lugar ganha três dias de gravação no estúdio Edgar Proença, da Rádio Cultura.


Quem espera a gravação do CD ainda no mês de julho é a trupe da banda Red Nightmare, grande campeã da edição 2012 do festival. Formada em 2010 por José Lucas Maués Neves, nos vocais, Igor Sampaio, guitarra, Patrick Correa, também na guitarra, Vinicius Carvalho, baixo, e Luciano Junior, no comando da bateria, a banda terá o primeiro disco da carreira gravado. “Esse apoio com a gravação do disco vai ser essencial pra nos ajudar a consolidar a carreira da banda. Mas, além disso, a própria visibilidade que a divulgação do nome da banda e do material em vídeo - que esse ano foi ótimo - ajudam muito a nos projetar”, conta José Lucas.


O vocalista já conhecia o festival e alguns dos integrantes haviam participado com outras bandas. “A própria ARN já havia participado em 2010, mas não ganhamos, pois não estávamos tão bem preparados quanto em 2012”, recorda. “Como estávamos em um bom momento da banda, ensaiando bastante e com uma boa música nas mãos, resolvemos arriscar a participar. Muito mais pra ter o material em vídeo do que com esperanças de ganhar. O que acabou sendo uma grata surpresa”, completa. Ele conta que se quer ficaram para esperar o resultado após a apresentação. “Todos estávamos em outro lugar na hora e recebemos a notícia por telefone. Foi o maior susto”, brinca.


Espaço para novos talentos

A música que rendeu ao grupo o título de campeã chama-se “Enemy”. “É uma das primeiras da banda, mas foi uma das que mais amadureceram e que já começa a seguir na mesma linha de som que fazemos hoje. A letra dela fala, de uma maneira geral, sobre como a humanidade sofre com milhares de problemas auto impostos e que o nosso maior inimigo, na realidade, é a própria humanidade”, comenta José Lucas.

Segundo ele, a vitória é um reflexo do preparo do grupo. “Nós ensaiamos com muita frequência. Mesmo quando não temos shows próximos, nos dedicamos muito a executar as músicas com a maior precisão e coesão de grupo possível. Isso pesa muito para os jurados”, diz. A dica para quem pretende participar é efusiva. “É não se ligar muito em inscrever a música mais ‘comercial’ ou algo assim. A própria organização do festival já nos disse isso. Conta muito mais inscrever uma música original e que esteja muito bem ensaiada, independente do estilo ou formato da música”, explica.

Com o título em mãos, aumentaram ainda mais as responsabilidades do grupo, nada que já não fosse esperado. “Nós sempre levamos a banda com certa seriedade. O que mudou é que aumentamos ainda mais essa seriedade e temos investido em equipamento e nos dedicado exclusivamente à composição e ao ajuste de arranjos desde dezembro do ano passado, visando ter o melhor resultado possível na gravação” revela.

José Lucas atribui a demora para entrar em estúdio à necessidade de aperfeiçoamento das canções. “Compusemos músicas novas, mudamos arranjos e ensaiamos e praticamos muito para poder render o máximo dentro de estúdio. Não esperávamos ganhar e tivemos que nos dedicar por esse período para poder desenvolver o material adequado para o disco. Mas a espera vai valer a pena. Estamos confiantes do resultado que vamos apresentar. As músicas estão muito bem trabalhadas, complexas e pesadas”, 
destaca.

MUDANÇAS

Na primeira edição do festival, em 2006, 96 bandas se inscreveram. No ano passado, esse número quase dobrou e 165 bandas competiram pelo grande prêmio. Com uma grande procura, fez-se necessário submeter os grupos ao processo seletivo divido em quatro fases. Primeiro a de inscrição. Em seguida, a de classificação, que levará as bandas direto para a terceira fase - de audição, da qual só participam as 45 escolhidas pelo júri e que devem confirmar a inscrição com o pagamento da taxa de R$ 30. A última é a grande final, para a qual só irão as 15 melhores na opinião dos jurados. 

Este ano, a fase de audição terá um período de quatro dias e será realizada no Teatro Margarida Schivasappa, entre 28 e 31 de agosto. Tudo será captado, áudio e vídeo, para gerar vídeos clips de cada um dos concorrentes. O material será postado no site e na fanpage do CCAA Fest. E é aí que tem mais novidade. A partir da postagem, as bandas já começam a concorrer aos prêmios do festival, como o Prêmio Fábrika Stúdio e o Melhor Solo de Guitarra. O vídeo mais curtido ganhará um ano de ensaio grátis. Para definir o Prêmio de Melhor Solo de Guitarra, será formada uma comissão julgadora só com guitarristas consagrados da cidade. O vencedor leva um pedal de guitarra para casa, ofertado pelo festival. E as 15 bandas que irão para a final do CCAA Fest 2013, que vai acontecer no dia 26 de outubro, no Margarida Schiwasappa, já ganham uma bolsa de estudos de 100% de desconto na mensalidade do curso de línguas do CCAA, por um ano. 

NÃO PERCA

As inscrições para a edição deste ano estão abertas. O regulamento e a ficha de cadastro que deve ser preenchida estão disponíveis até amanhã, no site do Festival.


 


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS