Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Notícias / Cultura

Cultura

Livro transporta antigas lendas britânicas

quarta-feira, 26/06/2013, 07:46 - Atualizado em 26/06/2013, 07:46 - Autor:


Durante a Segunda Guerra Mundial, treze crianças de uma linhagem muito especial são enviadas para Madoc, um vilarejo escondido no interior da Inglaterra, com o objetivo de terem suas castas preservadas. Ali, elas receberão a visita de um mendigo caolho, que entregará a cada uma delas um artefato sagrado, que deve ser protegido com suas próprias vidas, caso seja necessário.


Passados mais de setenta anos desde o episódio, as crianças, hoje idosas, começam a ser assassinadas de forma misteriosa. Esse é o ponto de partida para o romance As treze relíquias (Planeta, 416 págs., R$ 39,90), do irlandês Michael Scott e da roteirista britânica Colette Freedman.


A narrativa, então, ganha ares de cinema. Com agilidade, Scott e Freedman transformam a história em um verdadeiro thriller, cheio de suspense e ação. As treze relíquias – o primeiro livro de uma saga - é um emocionante conto de magia antiga que se passa nos tempos modernos.


Os crimes violentos chamam a atenção de Judith, uma das crianças de Madoc. Por coincidência ou não, alguns dos outros doze guardiões foram vítimas dessa matança em série. Apesar do medo, ela resolve investigar, mas é atacada no meio da rua por um skinhead misterioso. A jovem Sarah Miller, uma desconhecida que passa pelo local naquele momento, a ajuda a se livrar do suposto assaltante.Ambas se ajudam mutuamente e, ao passo em que Sarah se envolve na trama de Judith, vê sua família ser esquartejada por criminosos desconhecidos. Em seguida é a vez da própria idosa ser exterminada, e minutos antes de morrer ela entrega seu objeto sagrado a Sarah, sua mais nova aliada, pedindo que ela o repasse a seu sobrinho, Owen Walker, junto com suas anotações sobre os artefatos ancestrais.


Sarah e Owen têm agora em suas mãos a chave que poderá desvendar um mistério de mais de dois mil anos. Para isso, contarão com a ajuda de mais um Guardião das Relíquias, além de um obscuro personagem que muitos creem não mais existir. Até o final da trama, os leitores vão embarcar nessa história inquietante e se perguntarão o tempo todo: seriam os Guardiões das Relíquias protetores do mundo ou eles teriam a chave para a destruição completa? O que acontecerá se todos os artefatos ancestrais voltarem a ser reunidos?


O segundo livro da série também será lançado pela Planeta. Certamente será um título que deixará os fãs em total expectativa.


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS