Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$

Notícias / Cultura

Cultura

Delinquentes lançam o DVD ‘Planeta dos Macacos’

quinta-feira, 06/06/2013, 07:40 - Atualizado em 06/06/2013, 09:13 - Autor:


A história é contada pelo guitarrista de uma das formações mais clássicas dos Delinquentes, Wilker Nóbrega. Pouco depois dos shows que marcaram o lançamento do disco ‘Pequenos Delitos’, o guitarrista, às voltas com a dedicação mais intensa à vida profissional acadêmica iniciada há pouco tempo, anunciava ao vocalista Jayme Neto a saída do grupo. Foi uma surpresa desagradável, mas nada que Jayme não estivesse acostumado. Depois de alguns segundos de silêncio profundo, o vocalista lamentou a deserção do companheiro de banda, mas reafirmou o que sempre pareceu uma certeza absoluta: a banda continuaria. 


Sinônimo de rock forte e honesto


Essa é uma certeza que Jayme Neto, ou Jayme Katarro, como preferem alguns, parece carregar como se fosse uma missão. Algo como um solitário samurai dividindo caminhos aqui e ali com companheiros de estrada, mas que, ao final, sabe ser apenas dele o fardo e as façanhas heroicas.


Soa como um exagero, mas é fato que, quase 30 anos depois de ter iniciado os Delinquentes, Jayme se tornou um símbolo, para a desgastada e ultrapassada para muita gente e ainda significativa para muitos mais a palavra ‘Rock’, com todas as maiúsculas que a ela podem caber. Mais que um sobrevivente, Jayme é sinônimo de rock honesto e forte.


Não tem sido fácil sobreviver a tantas mudanças de rota. Jayme viu o rock ir e vir em ondas na capital paraense. Foi das sombras aos holofotes principais e às sombras novamente. Segue em frente.


Aqui e ali surgem os reconhecimentos. É o que se pode dizer do lançamento do primeiro DVD da banda, ‘Planeta dos Macacos’, depois de 27 anos de estrada. O massacre sonoro de lançamento será neste sábado, 8, no Mormaço. O “Dia D Fest”, como o evento está sendo chamado, faz justiça à banda. O show de lançamento conta também com a presença de bandas importantes, antigas e novas que atuam hoje na cena local: D.N.A., Johny RockStar, All Still Burns e Adipocera.


O DVD, gravado na Praça da República, traz a banda em plena ebulição ‘crossover’, ou seja, misturando vários estilos de rock pesado, do hardcore punk às pinceladas de metal. A formação atual, que gravou o DVD, é Pedro Bernardo (guitarra), Pablo Cavalcante (baixo), Rafael Lima (bateria), e Jayme Katarro (vocal).


“O nome do show foi escolhido fazendo uma alusão à invasão da Normandia pelos aliados, na II Guerra Mundial. A ideia é colocar esse festival no calendário anual de atividades de eventos da cidade”, explica Jaime no release de divulgação do lançamento do DVD.


A gravação do show foi feita pela produtora Greenvision, com direção de Priscilla Brasil. Quem assistiu ao trailer do DVD pelo Youtube sentiu algo que só os Delinquentes conseguem fazer de forma totalmente pessoal em Belém. A comunhão com o público. Tanto quanto à banda, são os fãs que sempre fizeram dos Delinquentes o grupo mais intenso e energético nos palcos da cidade.


O show foi gravado um ano atrás em plena Praça da República, local que, durante gerações e gerações, sempre foi um espaço simbólico para o rock na capital. Desde os hippies do final dos anos 70, aos punks do final dos anos 80, a praça já abrigou shows antológicos. O ponto escolhido foi o anfiteatro. Sem palco, como convinha aos primeiros tempos da banda, mas com uma estrutura adequada de som e iluminação, proveniente das possibilidades alcançadas com as parcerias feitas a partir da Lei Semear, Conexão Vivo e Funtelpa.


Mais de duas décadas de história a contar. Não são todos os que chegam a isso. Jayme viu parceiros indo e vindo. Presenciou as mudanças de gosto dos que tem ‘bom gosto’. Assistiu, muitas vezes atônito, às modas surgirem e desaparecerem. Permaneceu na mesma trilha, às vezes inquieto, em outras sereno. Para ele, as respostas estão sempre em três acordes. Mas o barulho que elas fazem, amigo, afasta qualquer inconveniente. Que seja assim.


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS