Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$

Notícias / Cultura

Cultura

Sarau reúne poetas da internet

quarta-feira, 29/05/2013, 08:50 - Atualizado em 29/05/2013, 08:50 - Autor:


A palavra rimada, cheia de significados e poesia, se esvai em livros, na oralidade e também na grande rede mundial. A web é suporte incontestável para escritores de todo o mundo e serve como arma de escoamento principalmente para os produtores independentes. É essa faceta da internet que motivou o novo projeto da Livraria Saraiva. Hoje, às 19h, ocorre a segunda edição do Sarau Palavra Nuvem, um espaço aberto para se discutir criação literária e para leitura e declamação de textos. 


Participam do bate-papo José Mattos Neto, do blog “Palavras de Ontem”, Gustavo Rodrigues, da página “De sete meses” e Caco Ishak, que recentemente lançou seu último livro, “Não precisa dizer eu também”. Apesar de contar com uma “mesa oficial”, a ideia é que quem chegar possa também colaborar, tendo como único pré-requisito a declamação de poemas autorais. “O objetivo do encontro é divulgar e ressaltar a produção de escritores locais, por isso queremos convidar principalmente aqueles que produzem para mostrarem seu trabalho”, explica Tainah Fagundes, do setor de produção e comunicação da Livraria Saraiva.


O projeto é uma proposição dos psicólogos e poetas José Mattos Neto e Wagner Caldeiras. Desde 2004, a dupla mantém o blog “Palavras de Ontem”, com textos, devaneios e outras histórias expelidas por eles. “Criamos a conta do blog e ficamos um ano parados, ainda maturando o que seria essa página. Depois de uma troca de nome, começamos a postar. Lá deve ter material para pelo menos uns três livros. E desde sempre conversávamos sobre a necessidade de ter um espaço físico para falarmos de nossas experiências e dividirmos esse material. Convidamos o Gustavo Rodrigues, do blog De sete meses, para entrar na brincadeira também e agora estamos experimentando essa possibilidade juntos”, conta José Neto.


LINHAS VIRTUAIS


A primeira edição do Palavra Nuvem teve participação tímida porém certeira do público. Foi nessa situação que surgiu a ideia de, a cada número, convidar um escritor para engrossar o caldo literário. Na plateia da noite de estreia do projeto, estava o meio goiano, meio paraense Caco Ishak. Ainda curtindo o pós-lançamento do seu livro de poemas “Não precisa dizer eu também”, pela editora 7Letras, o jornalista e escritor topou chegar junto no evento de hoje para destilar categoricamente alguns de seus poemas.


Apesar de o momento da carreira se voltar para o papel, foi nas linhas virtuais que Caco ganhou experiência e projeção como escritor. “Comecei a escrever oficialmente para a web. Antes de publicar livros, já havia participado de alguns blogs. O ponto é: meu texto ficou muito mais acessível com a internet. O impresso pode até legitimar, numa visão retrógrada ainda, mas quem populariza é a internet. Então, os méritos dela, enquanto plataforma, são inegáveis”, considera o escritor, que tem na bagagem dois livros e colaborações para sites como o capitu.com, rockpress.com.br e outracoisa.com.br.


Mesmo aproveitando-se dos pontos positivos da internet para a criação literária, Caco também tem ressalvas aos longos braços da web. “O zeitgeist, o que vai definir como e o que vou escrever, gira muito mais em torno do cotidiano, do indivíduo inserido no espetáculo do cotidiano. A internet, nesse sentido, é só mais um sintoma, um fator. Não dá para achar que internet é tudo”, pondera.


A discussão é um dos pontos suscitados no encontro de hoje. “Hoje, a intimidade está posta em carne viva na internet. O íntimo ganhou sendas incontroláveis no céu aberto das redes sociais, dos blogs e microblogs, nos e-mails e sites. A intimidade passa a ser apenas declaratória. Mas a poesia, esta resiste ao tempo e se adapta aos espaços. E, em nome dessa intimidade saborosa e escancarada, no melhor modelo século vinte e um, convidamos quem produz no ciberespaço a se juntar a nós”, sugere José Neto.


PARTICIPE


Sarau Palavra Cantada, hoje, às 19h, na Livraria Saraiva (2º piso, Boulevard Shopping). Entrada franca. Informações: 3241-3356 / 3241-3950.


ACESSE 


‘Palavras de Ontem’: 


palavrasdeontem.blogspot.com.br 


‘De sete meses’: 


desetemeses.blogspot.com


‘Não precisa dizer eu também’: 


7letras.com.br


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS