Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Notícias / Cultura

Cultura

Uma forma de descomplicar a comunicação

terça-feira, 14/05/2013, 08:02 - Atualizado em 14/05/2013, 08:02 - Autor:


Não é “o Muvuca”, é “a Muvuca”. Era assim que a (Des)Organização começava a explicar aos muvuqueiros a verdadeira forma de nomear a Semana de Comunicação da UFPA, a Muvuca na Cumbuca, cuja última edição foi realizada entre os dias 8 a 10 deste mês com o tema “Comunicando Tendências”.


Tantos termos diferentes, como “muvucar” e “muvuqueiros”, foram criados para diferenciar esse evento acadêmico dos demais. Organizada por estudantes de Comunicação Social da UFPA (e na edição de 2013 por um estudante de Turismo também), a Muvuca é marcada pela forma com a qual trata assuntos relacionados à comunicação e à cultura. “O principal diferencial é a irreverência. Tratar conteúdos complexos de maneira simples, mas não simplória, e aproximá-los do público jovem”, informa uma das organizadoras e estudante de Publicidade Bianca d’Aquino.


O tema “Comunicando Tendências” norteou todos os debates da Muvuca, dividida em oficinas, mesas de debate, programações culturais e palestras. “Depois de muitos debates para pensar no tema, chegamos à conclusão de que sempre falamos de tendências, mas pouco sabemos a respeito deste conceito e de como ele funciona na prática, então achamos relevante trazer esse discussão de maneira central esse ano e mostrar que o que é ‘tendência’ não faz diferença apenas no futuro, mas que é algo construído hoje e agora, por todos nós”, explica Bianca.


Quase duzentas pessoas, entre estudantes de diversas faculdades e profissionais, participaram da programação desse ano. Para ajudá-los a entender sobre tendências, a Muvuca 2013 continuou com a tradição de trazer para Belém pesquisadores e profissionais de comunicação de fora do estado, nas palestras principais da semana.


No primeiro dia, a abertura ficou por conta de Clotilde Perez, pesquisadora e professora de instituições como PUC-SP e ECA-USP. Clotilde mostrou como a comunicação pode acompanhar as tendências do mundo em que vivemos. No segundo dia, o colaborador do site Omelete, Érico Assis, falou do cotidiano e das características do profissional de comunicação nos dias de hoje. O encerramento foi com Lucas Liedke, da Box 1824, em uma palestra interativa via Skype sobre os jovens da contemporaneidade e a importância de pesquisar as tendências criadas por eles.


NA PRÁTICA


E não apenas palestrantes de fora de Belém foram destaque na Muvuca 2013. Pela manhã, 11 oficinas ocuparam as salas do Instituto de Letras e Comunicação e do Bloco F do campus da UFPA. Entre elas, “Como gerar conteúdos relevantes para Redes Sociais?”, ministrada por Lígia Bernar, coordenadora de mídias sociais do estúdio Ovelha Negra, “Revistas: texto e criatividade”, com a editora do Diário do Pará Esperança Bessa e “Mude algo (ou tudo) com Design”, com a publicitária Andreza Jackson.


Durante a tarde, os dias 9 e 10 sediaram as mesas de debate, cada uma reunindo de três a quatro profissionais de comunicação da cidade, discutindo sobre temas como moda, jornalismo impresso e digital, séries, games, história da comunicação e tudo mais o que é tendência. O encerramento foi no último sábado, 11, com a Muvuparty no Hotel Gold Mar, que esse ano teve como atração principal a Gang do Eletro, em seu último show antes da viagem para a Alemanha.


AINDA NÃO ACABOU


Como não pôde estar presente, a equipe da Box 1824 fará uma palestra no dia 24 deste mês em um local que ainda será divulgado pela (Des)Organização da Muvuca no blog www.muvuca.ufpa.br.


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS