Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Notícias / Cultura

Cultura

Após dois anos ausente, Tupinambá está de volta

sábado, 11/05/2013, 09:52 - Atualizado em 11/05/2013, 11:14 - Autor:


O cacique está de volta e conclama: “Alôooo, triboooo!”. Um dos precursores do movimento das aparelhagens em Belém, DJ Dinho, retorna ao tecnobrega após dois anos dedicados aos bailes da saudade e anuncia o lançamento do “Tezão Tupinambá Tridimensional”. O projeto reúne outros quatro DJs, entre eles o filho, Dieguinho, e o sobrinho, Ray. A proposta é garantir ao público o melhor entretenimento sonoro possível, graças à repercussão nacional do estilo.


“Ele voltou, agora seus arcos e flechas estão mais afiados do que nunca. Uma estrutura jamais vista no Pará. É o Tezão Tupinambá Tridimensional com DJ Dinho, Tom Mix, Wesley Top, Dieguinho e Ray”, anunciam as propagandas no rádio, TV, internet e carros som. A chamada faz parte da simbologia tradicional apropriada por Dinho desde o início da carreira. “O Tupinambá é um dos responsáveis pelo sucesso do movimento das aparelhagens, até na questão da simbologia. Nós surgimos com o ‘faz o T’ e depois fizeram a ‘pedra’ e outras. Como tupinambá é uma palavra indígena a gente procura trabalhar essa temática, usamos cocar a gente chama os seguidores de ‘tribo’, durante a apresentação teremos as flechadas, eu sou o cacique. Tudo isso aliado à tecnologia de som”, explica Dinho.


Durante o tempo que passou no comando do projeto voltado para músicas que marcaram época, Dinho avaliava a cena tecnobrega no Pará. De fora, amadureceu ideias, vislumbrou novos públicos e refletiu sobre a vontade dos fãs. “Fiquei acompanhando, mesmo que de fora, tudo que estava acontecendo, justamente pra inserir na volta do tupinambá. Desde a questão tecnológica, passando pelo comportamento do público, o que eles querem, o que eles estão dançando. Nosso retorno é para agradar a eles, esperamos um excelente feedback. Afinal, a gente continuou a relação com eles pelas redes sociais. Não perdemos esse contato”, afirma o DJ.


Dinho tem um programa diário em uma rádio local. Por lá, dedica metade da programação musical ao ritmo. “Sei das minhas raízes e é aí que eu quero continuar”, diz. “Fomos a primeira aparelhagem a aparecer na televisão a nível nacional, duas vezes com a Regina Casé, uma no Fantástico, Altas Horas, programa ‘Músicas do Brasil’, da MTV, apresentado pelo Gilberto Gil, já fomos tema de trabalhos acadêmicos. Fazemos parte dessa história”, comenta.


FAZ O “T”


O Tezão Tupinambá vai empregar diretamente cerca de 40 pessoas. Dinho lembra que aos 12 anos, começou a trabalhar na aparelhagem para poder ajudar o pai. “Eu vivo disso, herdei do meu pai e hoje meu filho faz parte disso, assim como o meu sobrinho. Estamos em família”, enfatiza Dinho ao se referir ao staff de DJs que vai comandar o Tezão Tupinambá. Segundo ele, os outros dois – Tom Mix e Wesley – foram chamados por desenvolverem um trabalho de qualidade na produção de tecnobregas. “Eles vão comandar a aparelhagem, eu vou estar orientando e, em um momento, todo mundo toca junto”, reflete. 


O DJ Tom Mix aposta no carisma do grupo e nas relações que possuem com o movimento para garantir sucesso nesse retorno. “Tocar com o Dinho e compor uma equipe como a do Tupinambá é o sonho de qualquer profissional do nosso ramo. Acho que fui construindo passo a passo pra chegar aqui hoje. Vou contar com o público que me conhece para ajudar nessa nova jornada”, admite Tom.


TREME!


Lançamento do “Tezão Tupinambá”, hoje, a partir das 22h, na Metrópole City Hall. Rod Augusto Montenegro, 400, km 7. Bairro Parque Verde. Mulheres não pagam até 23h30. Informações: 3248-5569


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS