Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$

Notícias / Cultura

Cultura

Candidatas disputam hoje título de Miss Pará 2013

quinta-feira, 09/05/2013, 07:53 - Atualizado em 09/05/2013, 07:53 - Autor:


Expectativas, nervosismo e muita beleza. Ingredientes certeiros em uma noite para marcar a história de 24 jovens. Hoje, o salão de recepções da sede campestre da Assembleia Paraense será palco do Miss Pará 2013, que elegerá a representante local para a edição nacional do evento. Prestes a comemorar sessenta anos de trajetória, o concurso estadual promete ao público, às torcidas e às participantes horas de magia, numa programação repleta de refinamento, alegria e muito glamour.


É a noite de um rito de passagem. Layse Souto, 20 anos, a atual Miss Pará, vai oficialmente ceder o lugar para a nova representante da beleza paraense. “Estou muito ansiosa, espero que ela também faça um trabalho bom e melhor do que eu fiz e represente muito bem o nosso estado. Já tenho minha candidata, que estou torcendo, mas não posso falar quem é”, comenta a jovem. 


A primeira edição do Miss Pará foi em 1955. De lá para cá, o concurso ganhou mais força. A cada número surpreende com a presença de belas moças, representando os municípios paraenses com classe e beleza. Neste ano não será diferente. São 24 candidatas concorrendo à coroa que garante o passaporte para o Miss Brasil. À frente na coordenação do concurso local desde a década de 90, Herculano Silva garante um espetáculo de primeira, que será transmitido ao vivo pela rede de televisão RBA e pelo site do DOL.


A noite começa com a apresentação de trajes típicos. O momento é marcado pela apresentação do “Balé Tribo”. “Faremos uma abertura coreografada, em homenagem aos povos indígenas. A ideia é exaltar nosso povo de origem, fazendo também uma crítica à matança de animais e ao comércio ilegal de nossas riquezas. Queremos aproveitar a ocasião para fazer o público refletir sobre a condição humana, com um apelo político”, explica o coordenador. A coreografia é assinada por Mário Quintarios.


Logo depois, inicia a competição. A primeira fase é marcada pelo critério de beleza plástica. As candidatas desfilarão de trajes de banho. “Esta é a hora em que as misses municipais mais mostram os corpos. É uma fase importante, em que o júri considera o preparo físico, as medidas”, esclarece Herculano. A última eliminatória fica por conta do desfile em traje de gala. “Para torna-se Miss Pará, as candidatas precisam mostrar elegância e refinamento. Essa parte do desfile é muito focada nas vestimentas e no comportamento das meninas em uma situação em que é exigida mais desenvoltura”, completa.


Enquanto todo o espetáculo vai sendo organizado, do outro lado estão 24 meninas prestes a um ataque de nervos. A responsabilidade de ser miss de uma cidade e concorrer ao evento estadual é de tirar o sono. Como não dá para roer as unhas, o jeito é se concentrar no trabalho e esperar bons resultados.


Marina Morais, de 20 anos, é a candidata pela capital paraense. Cantora e estudante arquitetura, ela acredita que o concurso é uma importante porta para a nova fase de sua vida. “Seria ótimo se pudesse representar o Pará no Miss Brasil. Acredito que será uma ótima oportunidade para conhecer pessoas novas, já que o concurso tem muita visibilidade”.


A representante de Benevides, Ana Elisa Sobral, entrou no concurso quase por acidente, mas agora já entende os pontos positivos de sua participação. “Quis participar por curiosidade, mas agora estou envolvida. Se tiver outras oportunidades vou querer participar novamente”, diz Ana Elisa, que afirma que as expectativas são as melhores possíveis. “Só tenho tirado coisas boas, estou aprendendo muitos e fazendo muitas amizades”.


Layse Souto colheu ao longo do ano passado e segue guardando. “Foi um ano muito bom pra mim. Um mundo novo. Logo que fui eleita, minha agenda ficou bem apertada. Frequentei muitos eventos, fui jurada de vários concursos, ganhei um contrato para fazer comerciais. A agenda tá bem agitada”, comenta.


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS