Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$

Notícias / Cultura

Cultura

IAP exibe celebra Dia do Artista Plástico

terça-feira, 07/05/2013, 07:49 - Atualizado em 07/05/2013, 07:54 - Autor:


O Instituto de Artes do Pará exibe pelo projeto Mostra Conjunta, parceria do Instituto com o Itaú Cultural, amanhã o documentário “Assim é, se lhe Parece”, de Carla Gallo. Produzido em 2011, revela o rico e despojado universo provocativo e irreverente do artista paulista intermídia Nelson Leiner. Professor de gerações, “artista de artistas” e um dos criadores mais consagrados da arte brasileira. A exibição presta homenagem ao Dia do Artista Plástico. A sessão conta ainda com bate-papo entre artistas visuais, sobre a cena das artes plásticas no Pará não apenas no IAP, mas também nas cidades de Marabá, Santarém, Ponta de Pedras, Óbidos e Castanhal, onde o filme será paralelamente exibido.


O documentário faz parte da série “Iconoclássicos”, do Itaú Cultural e Instituto de Artes do Pará, que começou em março deste ano. Desde então, outros dois episódios da série foram exibidos no Dia do Poeta (14/3) e no dia Dia Universal do Teatro (22/3). A ação que vincula o filme exibido à data de homenagem as artes é uma realização inédita do Instituto de Artes do Pará. “Apesar de a série estar sendo distribuída para o país, apenas no Pará ela está sendo desta forma, de juntar a data comemorativa de um segmento artístico com o tema de cada filme”, afirmam os organizadores. Com a mostra conjunta, o IAP possibilita a criação do espaço tanto para a exibição quanto para o diálogo com cada uma das expressões envolvidas. 


Até o final do ano haverá mais duas exibições, nos dias 5/11 (Dia do Cinema Brasileiro) e 22/11 (Dia do Músico), mostrando os dois últimos documentários da série, sempre abrindo espaço para os artistas e a reflexão das respectivas cenas no Pará.


Assim é, se lhe parece mostra o artista plástico Nelson Leirner, que se revela neste documentário despojado sobre a rotina e a intimidade de um criador iconoclasta. “Eu não queria ser artista, eu não queria ser nada”, afirma, ironicamente, ao relembrar sua trajetória. Avesso à formação e aos preceitos tradicionais das academias de arte, apropriou-se com liberdade e sem preconceitos das informações e ferramentas que lhe serviram para a criação artística. 


ASSISTA


Exibição de “Assim é, se lhe parece”, da série Iconoclássicos do Itaú Cultural, às 19h, com entrada franca. Amanhã, no Instituto de Artes do Pará, Praça Justo Chermont, 236 - Nazaré. Informações: 4006-2932 / 2923 / 2924.


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS