Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$

Notícias / Cultura

Cultura

Mostra de Cinema promove debate e exibe de filmes

sábado, 04/05/2013, 17:52 - Atualizado em 04/05/2013, 17:52 - Autor:


A Mostra de Cinema Paraense 102 Anos "Esse País que se Chama Pará", integrante da programação da XVII Feira Pan-Amazônica do Livro – que vai até domingo (5), no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia –, promove neste sábado, desde as 17h, a mesa redonda "O cinema paraense em perspectiva: passado, presente e futuro", com mediação do crítico de cinema Marco Moreira e tendo como convidados Ana Lúcia Lobato e Ana Cláudia Melo, professoras de cinema da Universidade Federal do Pará (UFPA).


Também participam do debate o coordenador do Núcleo Digital do Instituto de Artes do Pará (IAP), Afonso Gallindo, e o realizador Joel Cardoso. O evento antecede três sessões de cinema do penúltimo dia da mostra, que ocorre no Cine Estação das Docas. Além disso, o lançamento oficial de "Ervas e saberes da floresta", de Zienhe Castro, e o pré-lançamento de "Ópera Cabocla", de Adriano Barroso, fecham as atividades da mostra.


"Acho muito importante o diálogo, o debate, a reflexão", diz a curadora da programação, Zienhe Castro. O debate tem a colaboração do Instituto Culta e do Museu de Imagem e do Som (MIS). Sobre a mostra como um todo, ela explica que "a ideia foi de apresentar um panorama com filmes que representassem as diversas fases da nossa produção. A produção cinematográfica paraense tem registros, desde 1911, com o filme 'Viagem de Lisboa ao Pará', realizado pelo cinegrafista espanhol Ramon de Baños".


Serviço


Programação da Mostra de Cinema Paraense


19h (Sessão 1)


- O Menino urubu (2005, Direção: Fernando Alves, 15’, Digital)


- Onda: a festa na pororoca (2005, Direção: Cássio Tavernard,15’, Digital)


- Muragens (2011, Direção/Roteiro: Andrei Miralha)


 


20h (Sessão 2)


- Chama Verequete (2002, Direção e roteiro: Luiz Arnaldo Campos, Rogério Jose Parreira, 18’4’’, cor)


- Chupa-Chupa (2007, Direção e roteiro: Roger Elarrat/Adriano Barroso, 52’, cor)


 


21h (Sessão 3)


- Lugares do afeto: a fotografia de Luiz Braga (2008, Roteiro e Direção: Jorane Castro, 72’, documentário, vídeo digital, cor)


 


Domingo (5)


18h - Sessão de Encerramento


- Ribeirinhos do asfalto (2011, Roteiro e Direção: Jorane Castro, 26’, 35mm, Dolby Digital, cor)


- Juliana contra o jambeiro do diabo pelo coração de João Batista (2011, Diretor: Roger Elarrat, 22’, 12 anos)


- Lançamento Oficial: Ervas e saberes da floresta (2012, Direção/Roteiro: Zienhe Castro, 23’, HD, cor, livre)


- Sessão especial de pré-lançamento: Ópera cabocla (2013, Direção/ Roteiro: Adriano Barroso, 26’, Vídeo Digital, cor)


(DOL, com informações da Agência Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS