Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$

Notícias / Cultura

Cultura

Irmãos estreiam ‘Poetas Tocados’

sexta-feira, 26/04/2013, 08:03 - Atualizado em 26/04/2013, 08:03 - Autor:


Contar para plateias a biografia de grandes poetas locais, nacionais e internacionais, executando ao vivo trilhas e canções especialmente compostas para emoldurar a declamação de obras desses autores. Esse é o formato do projeto “Poetas Tocados”, criado pela companhia Parla Palco em parceria com a Companhia Amazônica do Livro e que estreia hoje, dentro da programação Chalé Literário, realizada pela Biblioteca Pública Avertano Rocha, em Icoaraci. A apresentação ocorre às 16h. 


Em cena, o poeta e músico Carlos Correia Santos acompanha ao violão sua irmã, a cantora Ani Barbosa. O tema da estreia do projeto é Antônio Tavernard, que, em 2013, completaria 105 anos.“O conceito, na verdade, é simples: fazemos uma palestra musical. No lugar de apenas falar pontos da vida do escritor e apresentar suas obras de forma pontuada, transformamos tudo num miniespetáculo. 
Componho canções para ilustrarem momentos da biografia do autor e se entrelaçarem aos poemas que são recitados. É um modo mais cênico de apresentar o artista, especialmente para o público estudantil”, explica Carlos Correia.


Ani Barbosa fala com entusiasmo de sua participação: “Já canto há alguns anos e participo de uma banda pop. Mas esta é a minha estreia num projeto com formato mais dramatúrgico. Estou feliz por isso e por me apresentar ao lado do meu irmão pela primeira vez. Acho que estamos oferecendo ao público um caminho diferente e bonito de conhecer grandes poetas”.


MÚSICA E POESIA 


Correia tem apostado intensamente nos últimos meses em ações que unem música e poesia. Recentemente, ao lado dos musicistas Júnior Cabrali e Alberson Alves, lançou o trio Versivox que também mistura recitação e composições musicais. “No Versivox, o trabalho é todo em cima de criações nossas. O Poetas Tocados tem outra linha. Além de se pautar na obra de outros poetas, brasileiros e estrangeiros, a atmosfera é mais erudita e há compromisso com a narração de biografias”, explica Correia. Nesta empreitada, cada poeta escolhido como tema determina a criação de um roteiro específico. “Temos interesse em fazer trabalhos em torno de Florbela Espanca, Fernando Pessoa, Mário Quintana. Enfim, queremos nos desafiar”, afirma a cantora. 


A dupla pode ser contratada por bibliotecas, centros culturais ou produtoras de eventos para realização das programações temáticas. 


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS