Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$

Notícias / Cultura

Cultura

Jovens lotam o Theatro da Paz

quinta-feira, 18/04/2013, 10:35 - Atualizado em 18/04/2013, 10:35 - Autor:


Para uma plateia lotada, sobretudo de jovens, a Banda Sinfônica do Estado de São Paulo (BSESP) – uma das mais importantes formações do gênero na América Latina – realizou, no Theatro da Paz, na noite desta quarta-feira (17), o concerto de abertura do “Música das Américas”, evento que representa a primeira fase do XXVI Festival Internacional de Música do Pará (Fimupa) e tem como objetivo fortalecer os laços culturais e musicais entre os países da região.


Na ocasião, a BSESP fez o lançamento mundial de uma obra encomendada ao compositor paulista Alexandre Travassos, especialmente para o festival, intitulada “Rapsódia Sefaradi”. O secretário Especial de Promoção Social, Alex Fiúza de Melo, representou o governador Simão Jatene na cerimônia – transmitida ao vivo pela TV Cultura – e decretou a abertura oficial do Fimupa, ao lado do superintendente da Fundação Carlos Gomes (FCG), Paulo José Campos de Melo, que, excepcionalmente, atuou como pianista durante o concerto da Banda Sinfônica de São Paulo. “A pianista deles teve um problema e não pode vir. Então, me convidaram para tocar e eu fiquei honrado com o convite, embora tenso pela responsabilidade”, contou, momentos antes de subir ao palco.


O superintendente da FCG também falou sobre a importância do evento para o Estado do Pará. “Neste ano, a sensação é ainda mais fantástica porque desmembramos o Fimupa em duas fases, sendo a primeira agora, voltada para as bandas sinfônicas, o que é uma das vocações do nosso Estado. Para isso, convidamos a maior e melhor banda sinfônica da América Latina, que é a Banda do Estado de São Paulo, e nos surpreende muito que esses músicos, com o renome que têm, venham para cá e fiquem encantados com o trabalho desenvolvido no Estado do Pará”, ressaltou.


A ideia foi reforçada pelo diretor artístico e regente titular da BSESP, maestro Marcos Shirakawa. Segundo ele, os integrantes da Banda que se dirigiram para o interior do Pará (os 70 músicos que vieram ao Estado foram divididos em cinco grupos e enviados, nos dias que antecederam à abertura do festival, a três municípios, Ponta de Pedras, São Caetano e Vigia, para a realização de oficinas e workshops com os músicos locais) retornaram eufóricos da experiência.


“Eles ficaram muito contentes com a receptividade que tiveram nesses locais e o interesse dos alunos. Pelo que me contaram, ficaram de continuar a trocar informações com esses jovens e prosseguir com os estudos. Todos ficaram muito impressionados com a musicalidade de Vigia, Ponta de Pedras e São Caetano”, frisou.


Além dos músicos do interior do Estado – que participaram das oficinas com os integrantes da BSESP nas suas cidades de origem e vieram a Belém para acompanhar o restante da programação do evento –, o concerto de abertura do “Música das Américas” atraiu muitos jovens musicistas que sonham com uma carreira de sucesso.


É o caso da violonista Sali Ávila, de 22 anos. Integrante da Orquestra Jovem da FCG, ela acredita que esse tipo de realização incentiva crianças e jovens a buscarem o caminho da música. “Foi assistindo a concertos dessas grandes bandas e orquestras que optei por começar a estudar música, algo com que eu já sonhava desde os sete anos de idade. Hoje, quando vejo um grupo como esse, sinto a mesma fascinação, o amor pela música. É como se eu estivesse lá, tocando junto. Agora, sonho em participar de grandes orquestras, não só dentro como fora do país, e me destacar como uma excelente musicista na minha área, que é o violino”, observou. A programação do evento, que é totalmente gratuita e segue até domingo (21), pode ser acompanhada através do site www.fimupa.com.br/musicadasamericas.


(Agência Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS