Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


28°
R$
Círio

Comunidade do Caraparu celebra Círio no sábado

terça-feira, 04/12/2018, 07:56 - Atualizado em 04/12/2018, 11:39 - Autor:


A comunidade da Vila do Caraparu, em Santa Izabel, celebra neste sábado (8), o 100º Círio Fluvial de Nossa Senhora da Conceição. A procissão é uma das mais conhecidas do Estado e deve reunir cerca de 100 mil romeiros, de acordo com a coordenação da festividade.


Este ano, o Círio tem como tema “Nos 100 anos de Círio Fluvial, com Maria vivendo o batismo. Sejamos sal da terra e luz do mundo”. A programação começa às 5h da manhã com a alvorada e procissão fluvial. A imagem da padroeira sairá da igreja de Nossa Senhora da Conceição, em Caraparu, seguirá pela orla e depois percorrerá o rio Caraparu de barco até a Comunidade Cacau.


Segundo a coordenadora de divulgação da paróquia, Ana Cláudia Farias, a previsão é que o traslado reúna cerca de 30 embarcações, entre elas as maiores, que são o barco que conduz a Berlinda, o dos marinheiros e o do Sagrado Coração de Jesus. “É uma festa muito bonita com muita religiosidade e gente de todo o Estado”, destaca Ana Cláudia.


Após chegar à comunidade, por volta das 8h, a imagem retorna pelo rio à Vila com chegada prevista para às 10h, de onde começa o círio terrestre. A procissão percorrerá as principais ruas da Vila e terminará com missa solene celebrada pelo pároco de Caraparu, padre Ruzevel do Socorro.


HISTÓRIA


Segundo a tradição católica, a história do Círio começou em 1905 com a doação de um terreno pela senhora Helena Pará, moradora antiga da Vila. A comunidade onde ele ficava localizado se chamava Nossa Senhora da Conceição. Nela havia dois grupos de senhores católicos, um que defendia que a padroeira fosse Nossa Senhora da Conceição e o outro que tinha preferência por São Pedro. Os grupos fizeram um acordo e o primeiro conseguiu construir uma igreja por primeiro, originando a devoção pela Santa.


Mas o primeiro Círio só aconteceu em 1918 com apenas rezas e ladainhas, já que a doação da primeira imagem da padroeira por um senhor de Portugal só aconteceu anos depois. O preparatório para o Círio envolveu uma extensa programação religiosa iniciada em outubro. A festividade começa no dia 8 e prossegue até 15 de dezembro com quermesse, missas e apresentações musicais.


(Leidemar Oliveira/Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS


Patrocinadores